Gênesis 25

1. Abraão tomou outra mulher, que se chamava Quetura.

2. Ela deu à luz Zinrã, Jocsã, Medã, Midiã, Isbaque e Suá.

3. Jocsã gerou Seba e Dedã. Os filhos de Dedã foram Assurim, Letusim e Leumim.

4. Os filhos de Midiã foram Efá, Efer, Hanoque, Abidá e Eldá; todos estes foram filhos de Quetura.

5. Mas Abraão deixou tudo quanto possuía para Isaque;

6. no entanto, deu presentes aos filhos de suas concubinas; e, ainda em vida, afastou-os de seu filho Isaque, enviando-os ao oriente; sim, para a terra oriental.

7. O tempo da vida de Abraão foi de cento e setenta e cinco anos.

8. E Abraão expirou, morrendo em boa velhice, idoso e com muitos dias; e foi reunido ao seu povo.

9. Então Isaque e Ismael, seus filhos, o sepultaram na caverna de Macpela, no campo de Efrom, filho de Zoar, o heteu, que ficava próximo de Manre,

10. o campo que Abraão havia comprado dos heteus. Ali foram sepultados Abraão e Sara, sua mulher.

11. Depois da morte de Abraão, Deus abençoou Isaque, seu filho; e Isaque habitava perto de Beer-Laai-Roi.

12. Estas são as gerações de Ismael, filho de Abraão, que Agar, a egípcia, serva de Sara, lhe deu;

13. e estes são os nomes dos filhos de Ismael, por ordem, segundo suas gerações: o primogênito de Ismael foi Nebaiote, depois Quedar, Abdeel, Mibsão,

14. Misma, Dumá, Massá,

15. Hadade, Tema, Jetur, Nafis e Quedemá.

16. Esses são os filhos de Ismael e os seus nomes, dados às suas vilas e aos seus acampamentos: doze chefes segundo suas tribos.

17. O tempo da vida de Ismael foi de cento e trinta e sete anos; então, ele expirou e, ao morrer, foi reunido ao seu povo.

18. Os ismaelitas habitaram desde Havilá até Sur, em frente do Egito, como quem vai em direção da Assíria. Assim, Ismael se estabeleceu defronte de todos os seus irmãos.

19. E estas são as gerações de Isaque, filho de Abraão: Abraão gerou Isaque;

20. e Isaque tinha quarenta anos quando tomou por mulher Rebeca, filha de Betuel, arameu de Padã-Arã, e irmã de Labão, arameu.

21. Isaque orou com insistência ao SENHOR em favor de sua mulher, pois ela era estéril; o SENHOR ouviu suas orações, e Rebeca, sua mulher, engravidou.

22. E os filhos lutavam no seu ventre; então ela disse: Por que estou assim? E foi consultar o SENHOR.

23. E o SENHOR lhe respondeu: Há duas nações no teu ventre, e desde as tuas entranhas dois povos se separarão, e um povo será mais forte que o outro, e o mais velho servirá ao mais moço.

24. Cumpridos os dias para ela dar à luz, havia gêmeos no seu ventre.

25. O primeiro que saiu era ruivo, todo ele como uma veste de pelos; e foi chamado Esaú.

26. Depois saiu seu irmão, com a mão agarrada ao calcanhar de Esaú; por isso foi chamado Jacó. E Isaque tinha sessenta anos quando Rebeca os deu à luz.

27. Os meninos cresceram, e Esaú tornou-se perito caçador, homem do campo; mas Jacó, homem tranquilo, que habitava em tendas.

28. Isaque amava Esaú, porque comia da sua caça; mas Rebeca amava Jacó.

29. Jacó havia feito um guisado, quando Esaú chegou do campo, faminto;

30. e Esaú disse a Jacó: Deixa-me comer desse guisado vermelho, porque estou faminto. Por isso se chamou Edom.

31. Jacó respondeu: Vende-me primeiro o teu direito de primogenitura.

32. Então Esaú afirmou: Estou a ponto de morrer; de que me servirá o direito de primogenitura?

33. Então Jacó disse: Jura-me primeiro. Ele jurou e vendeu o seu direito de primogenitura a Jacó.

34. Jacó deu pão e o guisado de lentilhas a Esaú; ele comeu e bebeu; e, levantando-se, seguiu seu caminho. Assim Esaú desprezou o seu direito de primogenitura.