1 Reis 5

1. Hirão, rei de Tiro, enviou os seus subordinados a Salomão, quando ouviu que o haviam ungido rei em lugar de seu pai; porque Hirão havia sido sempre muito amigo de Davi.

2. Então Salomão mandou dizer a Hirão:

3. Tu sabes que meu pai Davi não pôde edificar um templo ao nome do SENHOR, seu Deus, por causa das guerras que o cercaram, até que o SENHOR lhe pôs os inimigos sob os pés.

4. Mas o SENHOR, meu Deus, me tem dado descanso de todos os lados: não tenho adversário, nem sofremos ameaça alguma.

5. Por isso, pretendo edificar um templo ao nome do SENHOR, meu Deus, conforme o SENHOR prometeu a meu pai Davi, dizendo: Teu filho, que estabelecerei no trono em teu lugar, edificará um templo ao meu nome.

6. Portanto, dá ordem para que se cortem cedros do Líbano para mim; os meus servos acompanharão os teus servos; eu te pagarei o salário dos teus servos, conforme tudo o que disseres; porque tu sabes que entre nós não há ninguém que saiba cortar madeira como os sidônios.

7. Quando ouviu as palavras de Salomão, Hirão se alegrou muito e disse: Bendito seja hoje o SENHOR, que deu a Davi um filho sábio sobre este povo tão grande.

8. Então, Hirão mandou dizer a Salomão: Recebi a tua mensagem. Atenderei o teu pedido a respeito das madeiras de cedro e de cipreste.

9. Os meus servos as levarão do Líbano até o litoral, e farei conduzi-las em jangadas pelo mar até o lugar que me designares; ali as desamarrarei, e tu as receberás. Em troca, tu atenderás o meu desejo, dando sustento ao meu palácio.

10. Assim, Hirão fornecia madeira de cedro e de cipreste a Salomão, conforme a vontade deste.

11. E Salomão dava anualmente a Hirão vinte mil coros de trigo e vinte coros de azeite batido, para sustento do seu palácio.

12. O SENHOR deu sabedoria a Salomão, como lhe havia prometido. E houve paz entre Hirão e Salomão; e eles fizeram aliança entre si.

13. O rei Salomão reuniu trinta mil homens de todo o Israel para o trabalho forçado.

14. Ele os enviava ao Líbano em grupos de dez mil ao mês; um mês ficavam no Líbano e dois meses descansavam em casa. Adonirão era responsável pelos trabalhadores.

15. Salomão também tinha setenta mil carregadores e oitenta mil cortadores de pedra nas montanhas,

16. fora os três mil e trezentos mestres de obra que supervisionavam aquele serviço, dando ordens aos trabalhadores.

17. Por determinação do rei, eles cortaram pedras grandes e de alto valor, para fazerem o alicerce do templo com pedras lavradas.

18. Os construtores de Salomão, os de Hirão e os gebalitas as lavraram e prepararam as madeiras e as pedras para edificar o templo.