1 Reis 6

1. Quatrocentos e oitenta anos depois que os israelitas saíram da terra do Egito, no mês de zive, o segundo mês, no quarto ano do seu reinado sobre Israel, Salomão começou a edificar o templo do SENHOR.

2. O templo que o rei Salomão edificou ao SENHOR tinha sessenta côvados de comprimento, vinte côvados de largura e trinta côvados de altura.

3. O pórtico na entrada do santuário do templo tinha vinte côvados de comprimento, de acordo com a largura do templo, e dez côvados de largura.

4. Ele fez janelas de treliças fixas para o templo.

5. Edificou andares em torno do templo, encostados na parede, tanto do pátio como do santuário interior, fazendo assim salas laterais ao redor.

6. A sala de baixo tinha cinco côvados, a do meio, seis côvados, e a terceira, sete côvados de largura. Do lado de fora, ao redor do templo, fez pilastras de reforço, para que as vigas não se apoiassem nas paredes do templo.

7. As pedras para a edificação do templo eram lavradas na pedreira, de modo que não se ouviu barulho de martelo, nem de machado, nem de qualquer outro instrumento de ferro no templo, durante a construção.

8. A porta para as salas laterais do meio estava no lado direito do templo; e havia escadas espirais para subir ao andar do meio e deste ao terceiro.

9. Assim, ele construiu e terminou o templo, cobrindo-o com vigas e tábuas de cedro.

10. Também construiu os andares, ao redor de todo o templo, de cinco côvados de altura, e os ligou ao templo com madeira de cedro.

11. Então a palavra do SENHOR veio a Salomão, dizendo:

12. Se andares nos meus estatutos, executares os meus preceitos e obedeceres a todos os meus mandamentos, seguindo-os, te confirmarei a palavra que falei a Davi, teu pai, a respeito deste templo que estás edificando;

13. e habitarei no meio dos israelitas e não desampararei o meu povo Israel.

14. Assim, Salomão edificou e terminou o templo.

15. Também cobriu as paredes do templo por dentro com tábuas de cedro; desde o soalho do templo até o teto, cobriu tudo com madeira por dentro; e cobriu o soalho do templo com tábuas de cipreste.

16. A vinte côvados do fundo do templo, fez uma parede de tábuas de cedro até o teto; e por dentro a preparou para o santuário interior, isto é, para o lugar santíssimo.

17. O templo, isto é, o pátio em frente do lugar santíssimo, tinha quarenta côvados de comprimento.

18. O cedro do templo por dentro era lavrado de botões e flores abertas. Tudo era cedro; não se via pedra alguma.

19. No meio do templo, na parte mais interna, preparou o santuário interior, para pôr ali a arca da aliança do SENHOR.

20. Por dentro, o santuário interior tinha vinte côvados de comprimento, vinte de largura e vinte de altura; e Salomão o revestiu de ouro puro. Também cobriu de cedro o altar.

21. Salomão revestiu de ouro puro o interior do templo e estendeu correntes de ouro diante do santuário interior, que também revestiu de ouro.

22. Assim, ele revestiu de ouro puro todo o templo; também revestiu de ouro todo o altar do santuário interior.

23. No santuário interior, fez dois querubins de madeira de oliveira, cada um com dez côvados de altura.

24. As asas de um querubim tinham cinco côvados cada uma, de modo que havia dez côvados de uma extremidade à outra das asas.

25. O outro querubim era igual; ambos os querubins tinham o mesmo tamanho e a mesma forma.

26. Cada querubim tinha dez côvados de altura.

27. Ele pôs os querubins no santuário interior, com as asas abertas, de modo que a asa de um encostava numa parede, e a do outro, na outra parede, e no meio do santuário as asas tocavam uma na outra.

28. Ele também revestiu de ouro os querubins.

29. E entalhou todas as paredes ao redor do templo com querubins, palmas e palmas abertas, tanto na parte interna quanto na externa.

30. Também revestiu de ouro o soalho do templo, tanto na parte interna quanto na externa.

31. E fez portas de madeira de oliveira para a entrada do santuário interior. Os batentes tinham forma de pentágono.

32. Assim fez as duas portas de madeira de oliveira; e entalhou-as de querubins, de palmas e de flores abertas, que revestiu de ouro, assim como os querubins e as palmas.

33. Fez também para a porta do templo batentes de madeira de oliveira em forma quadrada;

34. As duas portas eram de madeira de cipreste; e as duas folhas de uma porta moviam-se por dobradiças, como também as duas folhas da outra porta.

35. Ele as lavrou de querubins, de palmas e de flores abertas e as revestiu de ouro batido.

36. E também construiu o pátio interior com três camadas de pedras lavradas e uma camada de vigas de cedro.

37. O alicerce do templo do SENHOR foi colocado no mês de zive do quarto ano.

38. No décimo primeiro ano, no mês de bul, que é o oitavo mês, o templo foi terminado com todas as suas orientações e plantas. Salomão levou sete anos para construí-lo.