2 Reis 21

1. Manassés tinha doze anos quando começou a reinar, e reinou cinquenta e cinco anos em Jerusalém. Sua mãe se chamava Hefzibá.

2. Ele fez o que era mau diante do SENHOR, conforme as abominações das nações que o SENHOR havia expulsado da presença dos israelitas.

3. Porque voltou a edificar os altares das colinas que seu pai Ezequias havia destruído, levantou altares a Baal, fez um poste-ídolo como o que Acabe, rei de Israel, havia feito e adorou todo o exército do céu e o cultuou.

4. Edificou altares no templo do SENHOR, sobre o qual o SENHOR tinha dito: Em Jerusalém estabelecerei o meu nome.

5. Também edificou altares a todo o exército do céu em ambos os pátios do templo do SENHOR.

6. Ele até queimou seu filho em sacrifício e praticou feitiçaria e encantamentos; instituiu adivinhos e feiticeiros; praticou muita maldade diante do SENHOR, provocando-o à ira.

7. Também pôs a imagem de escultura do poste-ídolo que havia feito no templo do qual o SENHOR tinha dito a Davi e a seu filho Salomão: Neste templo e em Jerusalém, que escolhi dentre todas as tribos de Israel, estabelecerei o meu nome para sempre.

8. Não deixarei mais os pés de Israel andarem sem rumo nesta terra que dei a seus pais, contanto que tenham cuidado de fazer conforme tudo o que lhes ordenei, e conforme toda a lei que meu servo Moisés lhes ordenou.

9. Porém eles não deram ouvidos. Manassés os induziu ao erro de tal modo que fizeram pior do que as nações que o SENHOR havia eliminado da presença dos israelitas.

10. Então o SENHOR falou por intermédio de seus servos, os profetas:

11. Manassés, rei de Judá, cometeu essas abominações, fazendo pior do que tudo quanto fizeram os amorreus que o antecederam, e também induziu Judá a pecar com os seus ídolos;

12. por isso, assim diz o SENHOR, Deus de Israel: Enviarei um castigo tão grande sobre Jerusalém e Judá, que ambos os ouvidos de todos os que ouvirem retinirão.

13. Estenderei a corda de Samaria e o prumo da família de Acabe sobre Jerusalém; e limparei Jerusalém como se limpa um prato, virando-a de um lado e de outro.

14. Desampararei o remanescente da minha herança e os entregarei na mão de seus inimigos; eles se tornarão presa e despojo para todos os seus inimigos;

15. porque fizeram o que era mau diante de mim e me provocaram à ira, desde o dia em que seus pais saíram do Egito até hoje.

16. Além disso, Manassés derramou muito sangue inocente, até que encheu Jerusalém de um a outro extremo, sem contar o seu pecado de induzir Judá a pecar, fazendo o que era mau diante do SENHOR.

17. Quanto aos demais atos de Manassés e tudo o que realizou, e ao pecado que cometeu, estão escritos no livro das crônicas dos reis de Judá.

18. Manassés descansou com seus pais e foi sepultado no jardim do seu palácio, no jardim de Uzá. E Amom, seu filho, reinou em seu lugar.

19. Amom tinha vinte e dois anos quando começou a reinar, e reinou dois anos em Jerusalém. Sua mãe se chamava Mesulemete, filha de Haruz, de Jotbá.

20. Ele fez o que era mau diante do SENHOR, como seu pai Manassés havia feito.

21. Ele seguiu o caminho em que seu pai andou e cultuou os ídolos que ele cultuou; e os adorou.

22. Ele abandonou o SENHOR, Deus de seus pais, e não seguiu o caminho do SENHOR.

23. Os servos de Amom conspiraram contra ele e o mataram em seu palácio.

24. Porém o povo da terra matou todos os que conspiraram contra o rei Amom e constituiu Josias, seu filho, rei em seu lugar.

25. Quanto aos demais atos de Amom, estão escritos no livro das crônicas dos reis de Judá.

26. Ele foi sepultado na sua sepultura, no jardim de Uzá. Josias, seu filho, reinou em seu lugar.