2 Crônicas 23

1. No sétimo ano, Joiada animou-se e fez uma aliança com os capitães de cem: Azarias, filho de Jeroão, Ismael, filho de Joanã, Azarias, filho de Obede, Maaseias, filho de Adaías, e Elisafate, filho de Zicri.

2. Estes percorreram Judá ajuntando os levitas de todas as cidades de Judá e os chefes de famílias de Israel, e vieram para Jerusalém.

3. Toda aquela comunidade fez aliança com o rei no templo de Deus. Joiada lhes disse: O filho do rei reinará como o SENHOR prometeu a respeito dos descendentes de Davi.

4. Assim fareis: um terço de vós, isto é, dos sacerdotes e dos levitas que entram em serviço no sábado, vigiará as entradas;

5. outro terço guardará o palácio real, e o outro terço ficará na porta do Fundamento. Todo o povo ficará nos pátios do templo do SENHOR.

6. Ninguém deverá entrar no templo do SENHOR, senão os sacerdotes e os levitas que ministram; estes entrarão, porque são santos; mas todo o povo guardará a ordem do SENHOR.

7. Os levitas cercarão o rei de todos os lados, cada um com as suas armas na mão; e quem entrar no templo será morto; mas acompanhai o rei, quando entrar e quando sair.

8. Os levitas e todo o Judá fizeram conforme tudo o que o sacerdote Joiada havia ordenado. Cada um pegou os seus homens, tanto os que haviam de entrar em serviço no sábado como os que haviam de sair, pois o sacerdote Joiada não dispensou os turnos.

9. O sacerdote Joiada também deu aos capitães de cem as lanças, os escudos grandes e os pequenos que tinham pertencido ao rei Davi, os quais estavam no templo de Deus.

10. Ele organizou todo o povo, cada um com suas armas na mão, desde o lado direito até o lado esquerdo do templo, por entre o altar e o santuário, ao redor do rei.

11. Então trouxeram o filho do rei e, pondo-lhe a coroa e o testemunho, o proclamaram rei. Joiada e seus filhos o ungiram, e disseram: Viva o rei!

12. Quando Atalia ouviu o barulho do povo que corria e aclamava o rei, veio ao povo no templo do SENHOR.

13. Quando olhou, viu que o rei estava junto à sua coluna, na entrada, e os capitães e os trombeteiros perto do rei; e todo o povo da terra se alegrava e tocava trombetas; e os cantores também tocavam instrumentos musicais e dirigiam os cânticos de louvor. Então Atalia, rasgando os seus vestidos, gritou: Traição! Traição!

14. Nesse momento, o sacerdote Joiada trouxe para fora os capitães do exército e disse-lhes: Trazei-a por entre as fileiras, e quem a seguir seja morto à espada. Pois o sacerdote tinha dito: Não a mateis no templo do SENHOR.

15. Então eles a prenderam e levaram até a entrada da porta dos cavalos, que dá para o palácio real, e ali a mataram.

16. Joiada firmou uma aliança com todo o povo e com o rei, pela qual seriam o povo do SENHOR.

17. Depois disso, todo o povo entrou no templo de Baal e o destruiu; quebraram seus altares e suas imagens, e mataram Matã, sacerdote de Baal, diante dos altares.

18. Joiada dispôs guardas no templo do SENHOR, sob a direção dos sacerdotes levitas a quem Davi tinha designado no templo do SENHOR para oferecer os sacrifícios ao SENHOR com alegria e com cânticos, como está escrito na lei de Moisés, e segundo a ordem de Davi.

19. Colocou porteiros às portas do templo do SENHOR, para que ninguém entrasse por elas impuro.

20. Ele chamou os capitães, os nobres, os governadores do povo e todo o povo da terra e, juntos, conduziram o rei do templo do SENHOR para o palácio real, passando pela porta superior, e o fizeram sentar no trono real.

21. Assim, todo o povo da terra se alegrou, e a cidade ficou em paz depois que mataram Atalia à espada.