2 Crônicas 24

1. Joás tinha sete anos quando começou a reinar, e reinou quarenta anos em Jerusalém. Sua mãe se chamava Zíbia, de Berseba.

2. Joás fez o que era correto diante do SENHOR durante todos os dias do sacerdote Joiada.

3. Joiada escolheu duas mulheres para ele, com as quais teve filhos e filhas.

4. Depois disso, Joás resolveu reformar o templo do SENHOR.

5. Ele reuniu os sacerdotes e os levitas, e lhes disse: Saí pelas cidades de Judá e recebei a prata anual de todo o Israel, para reformar o templo do vosso Deus. Ide depressa. Mas os levitas não se apressaram.

6. Então o rei chamou Joiada, o chefe, e lhe perguntou: Por que não obrigaste os levitas a trazerem de Judá e de Jerusalém o imposto ordenado por Moisés, servo do SENHOR, à comunidade de Israel, para a tenda do testemunho?

7. Pois os filhos de Atalia, aquela mulher ímpia, tinham arruinado o templo de Deus; chegaram a utilizar todas as coisas sagradas do templo do SENHOR no culto aos baalins.

8. O rei deu ordem, e fizeram uma arca e a puseram do lado de fora, na porta do templo do SENHOR.

9. E foi anunciado em Judá e em Jerusalém que trouxessem ao SENHOR o imposto que Moisés, o servo de Deus, havia ordenado a Israel no deserto.

10. Então todos os chefes e todo o povo se alegraram, e trouxeram o imposto e o puseram na arca, até que ficou cheia.

11. Quando a arca era trazida pelos levitas ao recinto do rei, na ocasião em que viam que havia muita prata, o escrivão do rei e o oficial do sumo sacerdote vinham, esvaziavam a arca e a carregavam de volta ao seu lugar. Assim faziam diariamente, ajuntando grande soma de dinheiro.

12. O rei e Joiada davam o dinheiro aos encarregados da obra do templo do SENHOR e pagavam os salários dos pedreiros e carpinteiros para reformarem o templo do SENHOR, como também os que trabalhavam em ferro e em bronze para reformarem o templo do SENHOR.

13. Assim os encarregados da obra faziam com que o serviço da reparação progredisse sob seus cuidados; e restituíram o templo de Deus a seu estado anterior, e o reforçaram.

14. Depois de acabarem a obra, trouxeram o restante da prata ao rei e a Joiada, e fizeram com ela utensílios para o templo do SENHOR, para serem usados no ministério e nos sacrifícios. Também fizeram colheres e utensílios de ouro e de prata. Durante os dias de Joiada, os sacrifícios eram oferecidos continuamente no templo do SENHOR.

15. Porém Joiada envelheceu e morreu em idade avançada. Ele tinha cento e trinta anos quando morreu.

16. E o sepultaram na Cidade de Davi com os reis, porque tinha feito o bem em Israel para com Deus e seu templo.

17. Depois da morte de Joiada, os chefes de Judá vieram e se prostraram diante do rei; então o rei lhes deu ouvidos.

18. Eles abandonaram o templo do SENHOR, Deus de seus pais, e cultuaram aos postes-ídolos e aos ídolos; por isso veio grande ira sobre Judá e Jerusalém, por culpa deles.

19. Mas Deus enviou profetas entre eles para fazê-los voltar ao SENHOR, os quais protestaram contra eles, mas eles não lhes deram ouvidos.

20. O Espírito de Deus apoderou-se de Zacarias, filho do sacerdote Joiada, o qual ficou em pé diante do povo e disse: Assim diz Deus: Por que transgredis os mandamentos do SENHOR, de modo que não possais prosperar? Já que abandonastes o SENHOR, ele também vos abandonou.

21. Mas eles conspiraram contra ele, e o apedrejaram no pátio do templo do SENHOR, por ordem do rei.

22. Assim, o rei Joás não se lembrou da bondade que Joiada, pai de Zacarias, lhe havia feito, mas matou seu filho, o qual disse ao morrer: Que o SENHOR veja isto e lhe retribua.

23. Passado um ano, o exército da Síria foi atacar Joás. Invadiram Judá e Jerusalém e destruíram todos os chefes do povo, e enviaram todo o seu despojo ao rei de Damasco.

24. O exército dos sírios tinha vindo com poucos homens, mas o SENHOR entregou nas suas mãos um exército muito grande, porque abandonaram o SENHOR, Deus de seus pais. Assim executaram juízo contra Joás.

25. Quando os sírios se foram, deixaram-no gravemente ferido; então seus servos conspiraram contra ele por causa do sangue dos filhos do sacerdote Joiada, e o mataram na sua cama, e assim ele morreu; e o sepultaram na Cidade de Davi, mas não nos sepulcros dos reis.

26. Os que conspiraram contra ele foram Zabade, filho de Simeate, a amonita, e Jeozabade, filho de Sinrite, a moabita.

27. Quanto a seus filhos e ao grande número de oráculos ditos contra ele, e à restauração do templo de Deus, tudo está escrito no comentário do livro dos reis. Seu filho Amazias reinou em seu lugar.