Esdras 5

1. O profeta Ageu e o profeta Zacarias, filho de Ido, profetizaram aos judeus que estavam em Judá e em Jerusalém em nome do Deus de Israel, que estava sobre eles.

2. Então Zorobabel, filho de Sealtiel, e Jesua, filho de Jozadaque, dispuseram-se e começaram a construir o templo de Deus, que está em Jerusalém. E os profetas de Deus estavam com eles e os ajudavam.

3. Naquele tempo, Tatenai, o governador do território a oeste do Eufrates, e Setar-Bozenai e os seus companheiros foram falar com eles e lhes perguntaram: Quem vos deu ordem para construir este templo e concluir estes muros?

4. Também perguntaram: Como se chamam os homens que estão construindo este edifício?

5. Mas os olhos do seu Deus estavam sobre os líderes dos judeus, e eles não foram impedidos de trabalhar, até que um relatório fosse mandado a Dario e dele chegasse a resposta por carta acerca desse assunto.

6. Cópia da carta que Tatenai, o governador do território a oeste do Eufrates, Setar-Bozenai, e os seus companheiros, os governadores, que estavam a oeste do Eufrates, enviaram ao rei Dario.

7. Enviaram-lhe um relatório, no qual estava escrito: Ao rei Dario, toda a paz.

8. Saiba o rei que fomos à província de Judá, ao templo do grande Deus, que está sendo reconstruído com grandes pedras, e as vigas de madeira já estão sendo colocadas nas paredes. A obra está sendo feita com diligência e progride com êxito.

9. Então perguntamos àqueles líderes: Quem vos deu ordem para construir este templo e concluir estes muros?

10. Também perguntamos pelos nomes deles para tua informação. E assim anotamos para ti os nomes dos líderes deles.

11. E esta é a resposta que nos deram: Nós somos servos do Deus do céu e da terra e estamos reconstruindo o templo que foi construído e concluído há muitos anos por um grande rei de Israel.

12. Mas, como os nossos pais irritaram o Deus do céu, ele os entregou nas mãos de Nabucodonosor, o caldeu, rei da Babilônia, que destruiu este templo e deportou o povo para a Babilônia.

13. Mas, no seu primeiro ano como rei da Babilônia, o rei Ciro emitiu um decreto para que este templo de Deus fosse reconstruído.

14. E o rei Ciro até tirou do templo da Babilônia os utensílios de ouro e de prata do templo de Deus, que Nabucodonosor tinha tirado do templo em Jerusalém e levado para o templo da Babilônia. E eles foram entregues a um homem chamado Sesbazar, a quem ele tinha constituído governador.

15. E ele lhe disse: Toma estes utensílios, vai, leva-os para o templo que está em Jerusalém e reconstrói o templo de Deus no seu lugar.

16. Então Sesbazar veio e lançou os fundamentos do templo de Deus em Jerusalém. O templo vem sendo reconstruído desde aquele dia, mas ainda não foi concluído.

17. Agora, se for do agrado do rei, que se faça uma busca nos arquivos reais da Babilônia para ver se é verdade que o rei Ciro editou um decreto ordenando que se reconstruísse esse templo de Deus em Jerusalém. E que o rei nos faça saber a sua vontade acerca disso.