Jó 17

1. O meu espírito está quebrantado, os meus dias estão se acabando, a sepultura me aguarda!

2. De fato estou cercado por zombadores, e os meus olhos observam a provocação que deles vem!

3. Dá-me um penhor e sê o meu fiador para contigo mesmo; quem mais me estenderia a mão?

4. Pois encobriste o entendimento ao coração deles, por isso não os exaltarás.

5. Os olhos dos filhos de quem entrega os amigos visando lucro desfalecerão.

6. Mas fizeste de mim um provérbio para os povos; tornei-me como aquele em cujo rosto se cospe.

7. Meus olhos se escureceram de agonia, e todos os meus membros são como uma sombra.

8. Quem é correto fica perplexo diante disso, e quem é inocente se levanta contra o ímpio.

9. Contudo, o justo prossegue no seu caminho e o que tem mãos puras vai se fortalecendo.

10. Mas, vós todos, vinde mais uma vez; não acharei sábio algum entre vós.

11. Os meus dias passaram, os planos e aspirações do meu coração fracassaram.

12. Os ímpios trocam a noite pelo dia; dizem que a luz se aproxima das trevas.

13. Se eu olhar para o Sheol como meu lar, se fizer a minha cama nas trevas,

14. se eu clamar à cova: Tu és meu pai; e aos vermes: Vós sois minha mãe e minha irmã;

15. onde está então a minha esperança? Sim, a minha esperança, quem poderá vê-la?

16. Por acaso ela descerá comigo até as trancas do Sheol? Descansaremos juntos no pó?