Jó 5

1. Chama agora! Há alguém que te responda? Qual dos santos tu procurarás?

2. Pois a dor destrói o louco, e a inveja mata o tolo.

3. Vi o louco fixar raízes; mas logo amaldiçoei a sua habitação.

4. Seus filhos estão longe da segurança. Eles são pisados nas portas, e ninguém os livra.

5. Sua colheita é devorada pelo faminto, que colhe até entre os espinhos; e o sedento suga os seus bens.

6. Pois a aflição não surge do pó, nem a tribulação brota da terra;

7. todavia o homem nasce para a tribulação, assim como as faíscas voam para cima.

8. Se fosse o meu caso, eu buscaria a Deus e lhe entregaria a minha causa.

9. Ele faz coisas grandiosas e inescrutáveis, maravilhas imensuráveis.

10. Derrama a chuva sobre a terra, e envia água sobre os campos.

11. Ergue os abatidos, e os que choram são exaltados em segurança.

12. Frustra os planos dos astutos, de modo que suas mãos nada possam executar.

13. Apanha os sábios na sua própria astúcia, e o conselho dos perversos logo chega ao fim.

14. De dia são encobertos pela escuridão; e ao meio-dia andam tateando como se fosse de noite.

15. Mas o necessitado, Deus o livra da espada que eles possuem na boca, e livra-o da mão dos poderosos.

16. Assim, há esperança para o pobre. A maldade tapa a própria boca.

17. Feliz é o homem a quem Deus corrige! Não desprezes a correção do Todo-poderoso.

18. Pois ele abre a ferida, mas ele mesmo a trata; ele fere, mas as suas mãos curam.

19. De seis angústias te livrará, e em sete o mal não te tocará.

20. Na fome, ele te livrará da morte, e, na guerra, te livrará do poder da espada.

21. Estarás protegido do açoite da língua e, quando a devastação chegar, nada temerás.

22. Rirás da devastação e da fome; não terás medo dos animais selvagens.

23. Pois manterás aliança até com as pedras do campo, cujas feras estarão em paz contigo.

24. Saberás que a tua tenda está em paz; visitarás o teu rebanho, e nada te faltará.

25. Também saberás que a tua descendência e a tua posteridade se multiplicarão como a relva que cobre a terra.

26. Descerás à sepultura em idade avançada, como se recolhe o feixe de trigo no devido tempo.

27. Já observamos isso, e vimos que é assim que acontece. Ouve e aplica isso para o teu bem.