Salmos 129

1. Muitas vezes me oprimiram, desde minha mocidade; Israel que o diga:

2. Muitas vezes me oprimiram, desde minha mocidade; todavia não prevaleceram contra mim.

3. Os lavradores araram sobre minhas costas; abriram longos sulcos.

4. Mas o SENHOR é justo, ele rompeu as cordas dos ímpios.

5. Retrocedam envergonhados todos os que odeiam Sião.

6. Sejam como o capim dos telhados, que seca antes de florescer

7. e não enche a mão do ceifeiro, nem os braços do que ata os feixes.

8. Não digam os que passam: A bênção do SENHOR seja sobre vós; nós vos abençoamos em nome do SENHOR.