Salmos 36

1. No coração do ímpio, há uma voz de rebeldia; diante de seus olhos não há temor de Deus.

2. Porque ele tem orgulho de si mesmo, pensa que seu pecado não será descoberto nem reprovado.

3. As palavras da sua boca estão cheias de maldade e engano; ele deixou de ser prudente e de fazer o bem.

4. Ele trama o mal na sua cama; segue um caminho que não é bom e não se afasta do mal.

5. SENHOR, teu amor chega aos céus, e tua fidelidade, até as nuvens.

6. Tua justiça é como os montes de Deus, teus juízos são como o abismo profundo. Tu, SENHOR, preservas os homens e os animais.

7. Ó Deus, como o teu amor é precioso! Os filhos dos homens se refugiam à sombra das tuas asas.

8. Eles se fartarão da abundância da tua casa, e tu os farás beber da corrente das tuas delícias;

9. pois em ti está a fonte da vida; na tua luz vemos a luz.

10. Preserva teu amor para os que te conhecem, e tua justiça, para os retos de coração.

11. Não permitas que os pés do soberbo me pisoteiem, e as mãos dos ímpios me façam retroceder.

12. Os malfeitores estão ali, caídos; estendidos no chão, não conseguem se levantar.