Salmos 37

1. Não te aborreças por causa dos homens maus, nem tenhas inveja dos malfeitores.

2. Pois em breve secarão como relva, murcharão como erva verde.

3. Confia no SENHOR e faze o bem; assim habitarás na terra e te alimentarás em segurança.

4. Agrada-te também do SENHOR, e ele satisfará o desejo do teu coração.

5. Entrega teu caminho ao SENHOR; confia nele, e ele tudo fará.

6. Fará tua justiça sobressair como a luz, e teu direito, como o meio-dia.

7. Descansa no SENHOR e espera nele; não te aborreças por causa daquele que prospera em seu caminho, por causa do que trama o mal.

8. Deixa a ira e abandona o furor; não te aborreças, pois isso só lhe trará o mal.

9. Porque os malfeitores serão exterminados, mas os que esperam no SENHOR herdarão a terra.

10. Pois dentro de pouco tempo, o ímpio não mais existirá; olharás para onde ele mora, mas ele não estará ali.

11. Mas os humildes herdarão a terra e se deleitarão na plenitude da paz.

12. O ímpio maquina contra o justo e range os dentes contra ele,

13. mas o Senhor se ri do ímpio, pois vê que o seu dia está chegando.

14. Os ímpios arrancam a espada e preparam o arco para atacar o pobre e o necessitado, para matar os que andam em retidão.

15. Mas a espada deles lhes atravessará o próprio coração, e seus arcos serão quebrados.

16. O pouco que o justo tem vale mais do que as riquezas de muitos ímpios.

17. Pois os braços dos ímpios serão quebrados, mas o SENHOR sustenta os justos.

18. O SENHOR conhece os dias dos íntegros, e a herança deles permanecerá para sempre.

19. Não ficarão frustrados no dia do mal e se fartarão nos dias da fome.

20. Mas os ímpios perecerão, e os inimigos do SENHOR serão como a beleza das pastagens: desaparecerão, sim, como fumaça se desfarão.

21. O ímpio toma emprestado e não paga; mas o justo se compadece e dá.

22. Pois os abençoados pelo SENHOR herdarão a terra, mas os que por ele são amaldiçoados serão exterminados.

23. O SENHOR firma os passos do homem de cujo caminho se agrada;

24. ainda que caia, não ficará prostrado, pois o SENHOR segura-lhe a mão.

25. Já fui moço, e agora estou velho; mas nunca vi o justo desamparado, nem seus descendentes a mendigar o pão.

26. Ele é sempre generoso e empresta, e seus descendentes são abençoados.

27. Afasta-te do mal e faze o bem, e terás morada permanente.

28. Pois o SENHOR ama a justiça e não desampara seus santos. Eles serão preservados para sempre, mas a descendência dos ímpios será exterminada.

29. Os justos herdarão a terra e habitarão nela para sempre.

30. A boca do justo profere sabedoria; sua língua fala o que é reto.

31. A lei do seu Deus está em seu coração; seus pés não vacilarão.

32. O ímpio espreita o justo e procura matá-lo.

33. O SENHOR não o deixará nas mãos dele, nem o condenará quando for julgado.

34. Espera no SENHOR e segue o seu caminho, e ele te exaltará para herdares a terra; e verás quando os ímpios forem exterminados.

35. Vi um ímpio prepotente crescendo como uma árvore nativa e verdejante.

36. Mas eu passei, e ele já não existia; procurei-o, mas não foi encontrado.

37. Atenta para o homem íntegro e observa o reto, porque haverá um futuro para o homem de paz.

38. Quanto aos transgressores, serão de súbito destruídos, e a posteridade dos ímpios será exterminada.

39. Mas a salvação dos justos vem do SENHOR; ele é sua fortaleza no tempo da angústia.

40. O SENHOR os ajuda e os livra; ele os livra dos ímpios e os salva, pois nele se refugiam.