Êxodo 10

1. Depois disso, o SENHOR falou a Moisés: Vai ao faraó, pois endureci o seu coração e o coração de seus subordinados, para manifestar estes meus sinais no meio deles,

2. e para que contes aos teus filhos, e aos filhos de teus filhos, as coisas que fiz no Egito, e os meus sinais que realizei entre eles, para que saibais que eu sou o SENHOR.

3. Então Moisés e Arão foram ao faraó e lhe disseram: Assim diz o SENHOR, o Deus dos hebreus: Até quando resistirás a humilhar-te diante de mim? Deixa o meu povo ir, para que me cultue.

4. Se te recusares a deixar o meu povo ir, amanhã trarei gafanhotos ao teu território,

5. e eles cobrirão a face da terra, a ponto de não se poder ver o chão, e comerão o resto do que escapou, o que sobrou da chuva de pedras; comerão também toda árvore que cresce no campo.

6. Eles encherão as tuas casas, as casas de todos os teus subordinados e as casas de todos os egípcios, como nunca viram teus pais nem os pais de teus pais, desde o dia em que apareceram nesta terra até o dia de hoje. Depois disso, Moisés virou-se e saiu da presença do faraó.

7. Então os subordinados do faraó lhe disseram: Até quando esse homem será uma armadilha para nós? Deixa ir os homens, para que eles cultuem o SENHOR seu Deus. Por acaso ainda não sabes que o Egito está destruído?

8. Por isso, Moisés e Arão foram levados outra vez ao faraó, e ele lhes disse: Ide, cultuai o SENHOR vosso Deus. Mas quem irá?

9. Moisés respondeu: Temos de ir com os nossos jovens e com os nossos idosos; sim, temos de ir com os nossos filhos e com as nossas filhas, com os nossos rebanhos e com o nosso gado, pois vamos celebrar uma festa ao SENHOR.

10. Então o faraó disse: Esteja mesmo o SENHOR convosco, se eu vos deixar ir com vossas crianças! Sem dúvida, as vossas intenções não são boas.

11. Não será assim. Vós, os homens, podeis ir e cultuar o SENHOR, pois foi isso que pedistes. E eles foram expulsos da presença do faraó.

12. Então o SENHOR disse a Moisés: Quanto aos gafanhotos, estende a mão sobre a terra do Egito, para que eles venham sobre ela e comam todas as plantas da terra, tudo o que a chuva de pedras deixou.

13. Então Moisés estendeu a mão com a vara sobre a terra do Egito, e o SENHOR trouxe um vento oriental sobre a terra durante todo aquele dia e toda aquela noite. E, quando amanheceu, o vento oriental trouxe os gafanhotos.

14. Assim, os gafanhotos subiram sobre toda a terra do Egito e pousaram em todo o seu território; e eram tantos como nunca houve, nem jamais haverá.

15. Pois cobriram todo o país, a ponto de escurecer a terra. E comeram todas as plantas da terra e todo fruto das árvores que a chuva de pedras tinha deixado; não restou nada verde, nem árvore nem planta do campo, por toda a terra do Egito.

16. Então o faraó mandou chamar às pressas Moisés e Arão, e lhes disse: Pequei contra o SENHOR vosso Deus e contra vós.

17. Agora, peço, perdoai o meu pecado somente mais esta vez, e orai ao SENHOR vosso Deus para que afaste de mim esta praga mortal.

18. Então Moisés saiu da presença do faraó e orou ao SENHOR.

19. E o SENHOR trouxe um vento ocidental fortíssimo que levantou os gafanhotos e os lançou no mar Vermelho. Não ficou um só gafanhoto em todo o território do Egito.

20. O SENHOR, porém, endureceu o coração do faraó, e este não deixou ir os israelitas.

21. Então o SENHOR disse a Moisés: Estende a mão para o céu, para que haja trevas sobre a terra do Egito, trevas que se possam apalpar.

22. Moisés estendeu a mão para o céu, e houve densas trevas em toda a terra do Egito durante três dias.

23. Ninguém conseguia enxergar nada, e ninguém se moveu do seu lugar durante três dias; mas havia luz nas habitações de todos os israelitas.

24. Então o faraó mandou chamar Moisés e disse: Ide, cultuai o SENHOR. Fiquem somente os vossos rebanhos e o vosso gado, mas podeis levar convosco as vossas crianças.

25. Moisés, porém, disse: Tu também deves nos dar sacrifícios e holocaustos, para que possamos oferecer sacrifícios ao SENHOR nosso Deus.

26. E o nosso gado também irá conosco; não ficará nem um casco, pois o usaremos para cultuar o SENHOR nosso Deus, pois não sabemos com que cultuaremos o SENHOR, até chegarmos lá.

27. O SENHOR, porém, endureceu o coração do faraó, que não permitiu que os israelitas partissem.

28. Então o faraó disse a Moisés: Sai da minha presença. Toma cuidado para não veres mais o meu rosto, pois, no dia em que vires o meu rosto de novo, morrerás.

29. Moisés respondeu: Disseste bem; nunca mais verei o teu rosto.