Êxodo 12

1. O SENHOR falou a Moisés e a Arão na terra do Egito:

2. Este mês será para vós o princípio dos meses; será o primeiro mês do ano.

3. Dizei a toda a comunidade de Israel: No décimo dia deste mês, cada um tomará para si um cordeiro, conforme a família dos pais, um cordeiro para cada família.

4. Mas, se a família for pequena demais para um cordeiro, deverá comê-lo com o vizinho mais próximo de sua casa, conforme o número de pessoas. Calculareis o cordeiro conforme a porção adequada para cada um.

5. O animal será um macho de um ano, sem defeito. Podereis tomar um cordeiro ou um cabrito.

6. E o guardareis até o décimo quarto dia deste mês. Então, reunida, toda a comunidade de Israel o matará, ao entardecer.

7. Depois, pegarão um pouco do sangue e colocarão nos batentes e na viga da porta, nas casas em que tomarem refeição.

8. E, naquela noite, comerão a carne assada no fogo, com pães sem fermento; sim, a comerão com ervas amargas.

9. Não o comereis cru, nem cozido em água, mas assado no fogo, junto com a cabeça, as pernas e as vísceras.

10. Não deverá sobrar nada para a manhã seguinte. O que sobrar até de manhã deverá ser queimado no fogo.

11. E vós o comereis assim: com vossos cintos na cintura, vossos sapatos nos pés e vosso cajado na mão; e o comereis às pressas. Esta é a Páscoa do SENHOR.

12. Porque naquela noite passarei pela terra do Egito e ferirei de morte todos os primogênitos na terra do Egito, tanto dos homens como dos animais; e executarei juízo sobre todos os deuses do Egito. Eu sou o SENHOR.

13. Mas o sangue servirá de sinal nas casas em que estiverdes. Se eu vir o sangue, passarei adiante, e não haverá praga entre vós para vos destruir, quando eu ferir a terra do Egito.

14. E este dia será um memorial. Vós o celebrareis como uma festa ao SENHOR e como estatuto perpétuo através de todas as vossas gerações.

15. Comereis pães sem fermento durante sete dias. Logo no primeiro dia, tirareis o fermento das vossas casas, pois quem comer pão fermentado, entre o primeiro e o sétimo dia, será exterminado de Israel.

16. No primeiro e no sétimo dia haverá uma santa convocação. Nesses dias, não se fará nenhum trabalho, a não ser a preparação da comida de cada um. Podereis fazer apenas isso.

17. Portanto, celebrareis a festa dos pães sem fermento, porque nesse mesmo dia tirei vossos agrupamentos da terra do Egito. Por isso, guardareis este dia através de todas as vossas gerações como estatuto perpétuo.

18. Comereis pães sem fermento desde o entardecer do dia catorze do primeiro mês até o entardecer do dia vinte e um.

19. Não haja fermento algum nas vossas casas durante sete dias, pois quem comer pão fermentado será exterminado da comunidade de Israel, tanto o peregrino como o natural da terra.

20. Não comereis nada fermentado; em todas as vossas habitações comereis pães sem fermento.

21. Então Moisés chamou todos os anciãos de Israel e disse-lhes: Ide, escolhei os cordeiros segundo as vossas famílias e sacrificai a Páscoa.

22. Pegareis um ramo de hissopo, o embebereis do sangue que estiver na bacia e marcareis com ele a viga da porta e os dois batentes; mas nenhum de vós sairá da porta de casa até o amanhecer.

23. Porque o SENHOR passará para ferir de morte os egípcios e, quando vir o sangue na viga da porta e nos batentes, seguirá adiante e não deixará o destruidor entrar em vossas casas para vos ferir.

24. Observareis isto como estatuto perpétuo para vós e para vossos filhos.

25. Quando tiverdes entrado na terra que o SENHOR prometeu vos dar, guardareis este ritual.

26. E quando vossos filhos vos perguntarem: Que significa este ritual?

27. Respondereis: Este é o sacrifício da Páscoa do SENHOR, que passou sobre as casas dos israelitas no Egito, quando feriu de morte os egípcios e livrou as nossas casas. Então o povo inclinou-se e adorou.

28. E os israelitas saíram e fizeram conforme o SENHOR havia ordenado a Moisés e a Arão.

29. E aconteceu que, à meia-noite, o SENHOR feriu de morte todos os primogênitos na terra do Egito, desde o primogênito do faraó, herdeiro do trono, até o primogênito do prisioneiro que estava no cárcere, e todos os primogênitos dos animais.

30. O faraó levantou-se de noite, ele, todos os seus subordinados e todos os egípcios; e houve muito choro no Egito, pois não havia casa em que não houvesse um morto.

31. Então, de noite, o faraó chamou Moisés e Arão e disse: Levantai-vos. Saí do meio do meu povo, vós e os israelitas, e ide cultuar o SENHOR, como pedistes.

32. Levai também convosco os vossos rebanhos e o vosso gado, como dissestes. Ide e abençoai a mim também.

33. E os egípcios insistiam com o povo, com pressa de expulsá-lo da terra, pois diziam: Vamos todos morrer.

34. Assim, o povo recolheu a massa antes que fermentasse, carregando as amassadeiras amarradas em suas roupas, sobre os ombros.

35. Os israelitas fizeram conforme a palavra de Moisés e pediram aos egípcios joias de prata e de ouro e roupas.

36. E o SENHOR fez com que os egípcios fossem bons para o povo, de modo que lhe davam o que pediam. Assim eles despojaram os egípcios.

37. E os israelitas viajaram de Ramessés a Sucote, cerca de seiscentos mil homens a pé, sem contar as crianças.

38. Também subiu com eles uma grande mistura de pessoas e uma grande quantidade de gado, em rebanhos e manadas.

39. E assaram pães sem fermento da massa que levaram do Egito. Como haviam sido expulsos do Egito, sem tempo de parar e preparar a comida, a massa ainda não havia fermentado.

40. O tempo que os israelitas viveram no Egito foi de quatrocentos e trinta anos.

41. E, ao fim de quatrocentos e trinta anos, naquele mesmo dia, todos os agrupamentos do SENHOR saíram da terra do Egito.

42. Aquela foi uma noite de vigília para o SENHOR, porque os tirou da terra do Egito. Esta é a noite do SENHOR, que deve ser guardada por todos os israelitas, através de suas gerações.

43. O SENHOR disse a Moisés e a Arão: Esta é a regulamentação da Páscoa: Nenhum estrangeiro comerá dela,

44. mas todo escravo comprado por dinheiro, depois de circuncidado, poderá comer dela.

45. O estrangeiro e o assalariado não poderão participar dela.

46. O cordeiro será comido numa só casa; não levareis nada da sua carne para fora da casa e não quebrareis nenhum de seus ossos.

47. Toda a comunidade de Israel celebrará a Páscoa.

48. Quando, porém, algum estrangeiro estiver vivendo entre vós e quiser celebrar a Páscoa do SENHOR, deverá circuncidar todos os homens da família; então poderá celebrá-la e será como o natural da terra. Mas nenhum incircunciso comerá dela.

49. Haverá uma só lei para o natural da terra e para o estrangeiro que estiver vivendo entre vós.

50. Assim, todos os israelitas fizeram como o SENHOR havia ordenado a Moisés e a Arão.

51. E, naquele mesmo dia, o SENHOR tirou os israelitas da terra do Egito, segundo os seus agrupamentos.