Êxodo 18

1. Jetro, sacerdote de Midiã e sogro de Moisés, ouviu falar de todas as coisas que Deus fizera por Moisés e por seu povo Israel, quando o SENHOR tirou Israel do Egito.

2. E aconteceu que Jetro, sogro de Moisés, havia acolhido Zípora, mulher de Moisés, quando este a havia enviado

3. com seus dois filhos, dos quais um se chamava Gérson, porque Moisés dissera: Fui peregrino em terra estrangeira;

4. e o outro se chamava Eliézer, porque Moisés dissera: O Deus de meu pai foi o meu auxílio e me livrou da espada do faraó.

5. Então Jetro, sogro de Moisés, foi com os filhos e a mulher de Moisés, até onde ele estava acampado no deserto, próximo ao monte de Deus;

6. e mandou dizer a Moisés: Eu, teu sogro Jetro, estou indo ao teu encontro com tua mulher e seus dois filhos.

7. Então Moisés saiu ao encontro de seu sogro, inclinou-se diante dele e o beijou. Eles perguntaram um ao outro como estavam e entraram na tenda.

8. Então Moisés contou ao sogro tudo o que o SENHOR havia feito ao faraó e aos egípcios por amor de Israel, todas as dificuldades enfrentadas no caminho e como o SENHOR os livrara.

9. E Jetro alegrou-se por todo o bem que o SENHOR havia feito a Israel, livrando-o da mão dos egípcios,

10. e disse: Bendito seja o SENHOR, que vos livrou da mão dos egípcios e do faraó, sim, que livrou o povo do domínio dos egípcios.

11. Agora sei que o SENHOR é maior do que todos os deuses, até naquilo em que foram arrogantes contra o seu povo.

12. Então Jetro, sogro de Moisés, apresentou a Deus um holocausto e sacrifícios; e Arão e todos os anciãos de Israel vieram comer com o sogro de Moisés, diante de Deus.

13. No dia seguinte, Moisés assentou-se para julgar o povo, o qual ficou em pé diante dele, desde a manhã até a tarde.

14. Quando o sogro de Moisés viu tudo o que ele fazia ao povo, perguntou: Que é isso que estás fazendo com o povo? Por que fazes isso sozinho, deixando todo o povo em pé diante de ti, desde a manhã até a tarde?

15. Moisés respondeu a seu sogro: É porque o povo vem a mim para consultar a Deus.

16. Quando têm alguma questão, eles vêm a mim; e julgo entre eles e lhes declaro os estatutos de Deus e as suas leis.

17. Mas o sogro de Moisés lhe disse: O que estás fazendo não é bom.

18. Com certeza, tu e este povo que está contigo desfalecereis, pois a tarefa é pesada demais; não podes fazer isso sozinho.

19. Ouve-me agora. Eu te aconselharei, e que Deus esteja contigo: Deves representar o povo diante de Deus, a quem deves levar as causas do povo;

20. ensina-lhes os estatutos e as leis, mostra-lhes o caminho em que devem andar e as obras que devem praticar.

21. Além disso, procura dentre todo o povo homens capazes, tementes a Deus, homens confiáveis e que repudiem a desonestidade; e coloca-os como chefes de mil, chefes de cem, chefes de cinquenta e chefes de dez;

22. para que eles julguem o povo todo o tempo. Que levem a ti toda causa difícil, mas que eles mesmos julguem toda causa simples. Assim aliviarás o teu fardo, pois te ajudarão a levá-lo.

23. Se procederes assim, e se Deus desse modo te ordenar, poderás suportar; e todo este povo também voltará para casa tranquilo.

24. Moisés deu ouvidos ao conselho de seu sogro e fez tudo o que ele lhe disse.

25. Então escolheu homens capazes de todo o Israel e os colocou como chefes do povo: chefes de mil, de cem, de cinquenta e de dez.

26. Eles julgavam o povo o tempo todo. Levavam a Moisés as causas difíceis, mas eles mesmos julgavam as simples.

27. Então Moisés despediu-se de seu sogro, e este voltou para a sua terra.