Êxodo 7

1. Então o SENHOR disse a Moisés: Eu te constituí como Deus para o faraó, e Arão, teu irmão, será o teu profeta.

2. Falarás tudo o que eu mandar; e Arão, teu irmão, dirá ao faraó que deixe os israelitas saírem de sua terra.

3. Eu, porém, endurecerei o coração do faraó e multiplicarei os meus sinais e as minhas maravilhas na terra do Egito.

4. Mas o faraó não vos ouvirá; colocarei minha mão sobre o Egito e tirarei daquela terra os meus agrupamentos, o meu povo, os israelitas, com grandes feitos de juízo.

5. E os egípcios saberão que eu sou o SENHOR, quando eu estender a mão sobre o Egito e tirar os israelitas do meio deles.

6. Moisés e Arão fizeram como o SENHOR lhes havia ordenado.

7. Moisés tinha oitenta anos, e Arão, oitenta e três, quando foram falar com o faraó.

8. E o SENHOR falou a Moisés e Arão:

9. Quando o faraó vos disser: Apresentai algum milagre; dirás a Arão: Toma a tua vara e lança-a diante do faraó, para que se transforme em serpente.

10. Então Moisés e Arão foram falar com o faraó e fizeram como o SENHOR havia ordenado. Arão lançou sua vara diante do faraó e diante dos seus subordinados, e ela se transformou numa serpente.

11. O faraó, porém, mandou vir os sábios e feiticeiros; e eles, os magos do Egito, também fizeram o mesmo por meio do seu ocultismo.

12. Cada um deles lançou a sua vara, e elas se transformaram em serpentes; mas a vara de Arão devorou as deles.

13. Todavia, o coração do faraó se endureceu, e ele não os atendeu, como o SENHOR tinha dito.

14. Então o SENHOR disse a Moisés: O coração do faraó está obstinado; ele se recusa a deixar o povo ir.

15. Pela manhã, vai falar com o faraó; ele estará junto às águas. Fica à beira do rio para encontrá-lo e leva contigo a vara que se transformou em serpente.

16. E lhe dirás: O SENHOR, o Deus dos hebreus, enviou-me a ti para dizer-te: Deixa o meu povo ir, para que me cultue no deserto. Até agora não o tens atendido.

17. Assim diz o SENHOR: Assim saberás que eu sou o SENHOR. Com esta vara que tenho na mão, vou ferir as águas do rio, e elas se transformarão em sangue.

18. Os peixes que estão no rio morrerão, e o rio cheirará mal; e os egípcios terão nojo de beber da água do rio.

19. O SENHOR disse a Moisés: Dize a Arão: Toma a tua vara e estende a mão sobre as águas do Egito, sobre os seus rios, sobre os seus canais, sobre as suas lagoas e sobre todos os seus açudes, para que se transformem em sangue; e haverá sangue por toda a terra do Egito, até nas vasilhas de madeira e de pedra.

20. Moisés e Arão fizeram como o SENHOR havia ordenado. Arão levantou a vara e feriu as águas do rio, diante dos olhos do faraó e de seus subordinados; e todas as águas do rio se transformaram em sangue.

21. Então, os peixes que estavam no rio morreram, e o rio cheirou tão mal que os egípcios não conseguiam beber da sua água. Havia sangue por toda a terra do Egito.

22. Mas os magos do Egito fizeram o mesmo por meio do seu ocultismo. Assim, o coração do faraó se endureceu, e não os atendeu, como o SENHOR tinha dito.

23. O faraó deu-lhes as costas e foi para o palácio, sem dar atenção ao caso.

24. Então, todos os egípcios cavaram às margens do rio para achar água para beber, pois era impossível beber da água do rio.

25. E passaram-se sete dias, depois que o SENHOR feriu o rio.