Provérbios 16

1. Os planos do coração pertencem ao homem, mas a resposta da língua vem do SENHOR.

2. Todos os caminhos do homem são puros aos seus olhos, mas o SENHOR pesa o espírito.

3. Entrega tuas obras ao SENHOR, e teus planos serão bem-sucedidos.

4. O SENHOR fez tudo com um propósito; sim, até o ímpio para o dia do mal.

5. O SENHOR detesta todos os arrogantes; com certeza, eles não ficarão impunes.

6. Pela misericórdia e pela verdade se faz expiação pelo pecado, e pelo temor do SENHOR os homens se desviam do mal.

7. Quando os caminhos do homem agradam o SENHOR, ele faz que até seus inimigos tenham paz com ele.

8. Melhor é o pouco com justiça do que grandes rendas com injustiça.

9. O coração do homem planeja seu caminho, mas o SENHOR lhe dirige os passos.

10. Nos lábios do rei, acham-se palavras de autoridade; a sua boca não transgride em juízo.

11. O peso e a balança justos são do SENHOR; todos os pesos da bolsa são obra dele.

12. Os reis detestam a prática da impiedade, pois é com justiça que se estabelece o trono.

13. Os reis têm prazer nos lábios honestos e amam quem fala a verdade.

14. A ira do rei é como um mensageiro da morte, mas o homem sábio a aplacará.

15. Na luz do semblante do rei está a vida, e o seu favor é como a nuvem de chuva na primavera.

16. É bem melhor adquirir sabedoria do que ouro! É bem melhor escolher entendimento do que prata!

17. A estrada dos corretos desvia-se do mal; quem guarda seu caminho preserva sua vida.

18. A arrogância antecede a destruição, e a altivez do espírito antecede a queda.

19. É melhor ser humilde de espírito com os humildes do que repartir o despojo com os arrogantes.

20. Quem atenta com prudência para a palavra prosperará; feliz é o que confia no SENHOR.

21. O sábio de coração será chamado prudente, e a doçura dos lábios aumenta o saber.

22. O entendimento é uma fonte de vida para quem o possui, mas a tolice é o castigo dos insensatos.

23. O coração do sábio instrui sua boca e aumenta em seus lábios o conhecimento.

24. Palavras suaves são como favos de mel, doçura para a alma e saúde para o corpo.

25. Há um caminho que parece direito para o homem, mas o fim dele conduz à morte.

26. O apetite do trabalhador trabalha por ele, pois sua fome o motiva.

27. O homem sem escrúpulos causa o mal, e nos seus lábios há algo como um fogo devorador.

28. O perverso espalha contendas, e o difamador separa amigos íntimos.

29. O homem violento alicia o próximo e o leva por um caminho que não é bom.

30. Quem pisca os olhos o faz para planejar perversidades, e, quando morde os lábios, executa o mal.

31. Coroa de honra é a cabeça branca; é alcançada andando em justiça.

32. Quem tem paciência é melhor que o guerreiro; quem tem domínio próprio é melhor que aquele que conquista uma cidade.

33. A sorte se lança no colo, mas do SENHOR procede toda a decisão.