Cântico dos Cânticos 5

1. Entrei no meu jardim, minha irmã, noiva minha, para colher a minha mirra com as minhas especiarias. Comi o meu favo com o meu mel e bebi o meu vinho com o meu leite. Comei, amigos, bebei o quanto puderem, ó amados.

2. Eu dormia, mas o meu coração vigiava. Escutai! É a voz do meu amado! Está batendo. Abre-me a porta, minha irmã, amada minha, minha pomba perfeita. A minha cabeça está molhada de orvalho, o meu cabelo, da umidade da noite.

3. Já tirei a minha túnica. Terei de vesti-la novamente? Já lavei os meus pés. Terei de sujá-los novamente?

4. O meu amado passou a mão pela abertura da porta, e o meu coração estremeceu por causa dele.

5. Eu me levantei para abrir a porta ao meu amado. As minhas mãos destilavam mirra, e os meus dedos gotejavam mirra sobre a maçaneta da fechadura.

6. Eu abri a porta ao meu amado, mas ele já havia partido, já tinha ido embora. Quase desfaleci porque ele se fora. Procurei-o, mas não o encontrei; chamei-o, mas ele não me respondeu.

7. Encontraram-me os guardas quando faziam a ronda. Os guardas dos muros espancaram-me, feriram-me e arrancaram o meu manto.

8. Ó filhas de Jerusalém, eu as faço jurar: se encontrardes o meu amado, dizei-lhe que estou doente de amor.

9. Que é o teu amado mais do que outro amado, ó tu, a mais bela entre as mulheres? Que é o teu amado mais do que outro amado, para que assim nos faças jurar?

10. O meu amado brilha e está moreno; ele se destaca entre dez mil.

11. A sua cabeça é como o ouro mais refinado, os seus cabelos são ondulados como ramos de palmeira; são pretos como o corvo.

12. Os seus olhos são como pombas junto à beira de um riacho; lavados em leite, postos em engaste.

13. As suas faces são como um jardim de plantas perfumosas, e os seus lábios são como lírios que gotejam mirra.

14. Os seus braços são como cilindros de ouro, com berilo engastado neles. A sua cintura é como marfim polido coberto de safiras.

15. As suas pernas são como colunas de mármore, colocadas sobre bases de ouro refinado. Sua aparência é como o Líbano; ele é elegante como os cedros.

16. A sua boca é pura doçura; sim, ele é totalmente desejável. Assim é o meu amado, assim é o meu amigo, ó filhas de Jerusalém.