Isaías 16

1. Enviai cordeiros ao governador da terra, atravessando o deserto desde Selá até o monte da filha de Sião.

2. Como pássaros que vagueiam, atirados para fora dos ninhos, assim são os moabitas junto aos vaus do Arnom.

3. Dá conselhos, executa juízo; faz a tua sombra como a noite em pleno meio-dia; esconde os refugiados e não denuncies os fugitivos.

4. Habitem entre vós os refugiados de Moabe; sede para eles um refúgio contra o destruidor. Quando o violento for exterminado e tiver cessado a destruição, e os opressores tiverem desaparecido da terra,

5. um trono será estabelecido pela misericórdia, e pela verdade alguém se assentará nele, no tabernáculo de Davi; alguém que julgue e que procure executar juízo e seja ágil em aplicar a justiça.

6. Ouvimos da soberba de Moabe, da soberba exagerada; da sua arrogância, do seu orgulho e do seu furor. É uma soberba inútil.

7. Portanto, os moabitas gemerão; todos gemerão por Moabe. Lamentareis com aflição pelos bolos de passas de Quir-Haresete.

8. Porque os campos de Hesbom e a vinha de Sibma secaram. Os senhores das nações derrubaram os seus ramos, que chegaram a Jazer e espalham-se para o deserto; os seus rebentos se estenderam e atravessaram o mar.

9. Por isso lamentarei pela vinha de Sibma com o lamento de Jazer; eu te regarei com as minhas lágrimas, ó Hesbom e Eleale; porque caiu o grito da batalha sobre os teus frutos de verão e sobre a tua colheita.

10. A alegria e o regozijo fugiram dos pomares, e não se canta mais nas vinhas, nem há alegria alguma; já não se pisam as uvas nos lagares. Eu fiz cessar os gritos de júbilo da colheita.

11. Por isso minha alma geme por Moabe como harpa, e o meu íntimo por Quir-Heres.

12. Quando Moabe se apresentar nos altares das colinas, já cansado, e quando entrar no seu santuário para orar, nada obterá.

13. Essa é a palavra que o SENHOR falou no passado acerca de Moabe.

14. Mas agora diz o SENHOR: Em três anos, como os anos exatos de um contrato de trabalho, a glória de Moabe e todo o seu grande povo serão humilhados; e os que lhe restarem serão poucos e muito fracos.