Isaías 3

1. Agora, o Senhor, o SENHOR dos Exércitos, está tirando de Jerusalém e de Judá o sustento e o auxílio, toda a provisão de pão e de água;

2. o valente e o soldado, o juiz e o profeta, o adivinho e o ancião;

3. o capitão de cinquenta e o nobre, o conselheiro, o hábil artífice e o perito em encantamentos;

4. e eu lhes darei meninos por príncipes, e crianças os governarão.

5. O povo se oprimirá; uma pessoa contra a outra, e cada um contra o seu próximo. O menino se atreverá contra o ancião, e o desprezível, contra o nobre.

6. Quando alguém pegar seu irmão na casa de seu pai e disser: Tu tens uma veste, sê o nosso príncipe e toma sob a tua mão esta ruína;

7. este se levantará naquele dia e dirá: Não sou médico, e em minha casa não há pão nem roupa. Não me façais governar o povo.

8. Pois Jerusalém tropeçou, e Judá caiu; porque a sua língua e as suas obras são contra o SENHOR e afrontam a sua presença gloriosa.

9. O seu semblante testemunha contra eles; e mostram os seus pecados como Sodoma, sem os disfarçar. Ai da vida deles! Estão fazendo mal a si mesmos.

10. Dizei aos justos que tudo correrá bem; porque comerão do fruto do seu proceder.

11. Ai do ímpio! O mal o atingirá, pois receberá a recompensa do que suas mãos fizeram.

12. Os opressores do meu povo são crianças, e os seus dominadores são mulheres. Ah, povo meu! Os que te guiam te enganam e destroem o caminho das tuas veredas.

13. O SENHOR levanta-se para pleitear e põe-se de pé para julgar os povos.

14. O SENHOR julga os anciãos e os príncipes do seu povo. Fostes vós que destruístes a vinha; o que foi saqueado do pobre está em vossas casas.

15. Diz o Senhor, o SENHOR dos Exércitos: Que desejais, vós que esmagais o meu povo e moeis o rosto do pobre?

16. E o SENHOR diz ainda mais: Porque as filhas de Sião são arrogantes e andam de pescoço empinado, lançando olhares impuros; e, ao andar, dão passos curtos, fazendo tinir os ornamentos dos pés.

17. O Senhor rapará a cabeça das filhas de Sião; o SENHOR descobrirá a sua nudez.

18. Naquele dia, o Senhor lhes tirará o ornamento dos pés, as testeiras e os colares;

19. os pendentes, os braceletes e os véus;

20. os turbantes, as pulseiras de tornozelo, os cintos, as caixinhas de perfumes e os amuletos;

21. os anéis, as joias pendentes do nariz;

22. os vestidos de festa, os mantos, os xales e as bolsas;

23. os espelhos, as vestes de linho, os turbantes e os véus.

24. E em vez de perfume haverá mau cheiro; em vez de cinto, uma corda; em vez de penteados, calvície; e em vez de roupas luxuosas, cinto de pano de saco; e queimadura em vez de beleza.

25. Teus heróis cairão pela espada, e teus valentes, na guerra.

26. E as portas da cidade haverão de gemer e chorar; e Sião se assentará no pó, desolada.