Isaías 45

1. Assim diz o SENHOR a Ciro, seu ungido, a quem tomo pela mão direita, para abater nações e desarmar reis; para abrir diante dele as portas, para que não sejam trancadas.

2. Eu irei adiante de ti e deixarei planos os lugares acidentados; quebrarei as portas de bronze e despedaçarei os ferrolhos de ferro.

3. Eu te darei os tesouros das trevas e as riquezas encobertas, para que saibas que eu sou o SENHOR, o Deus de Israel, que te chamo pelo nome.

4. Por amor do meu servo Jacó, e de Israel, meu escolhido, eu te chamo pelo nome e te concedo título de honra, embora não me conheças.

5. Eu sou o SENHOR, e não há outro; além de mim não há Deus. Eu te capacito para a batalha, embora não me conheças.

6. Para que se saiba, desde o nascente do sol até o poente, que além de mim não há outro; eu sou o SENHOR, e não há outro.

7. Eu formo a luz e crio as trevas; faço a paz e crio o mal; eu sou o SENHOR que faço todas estas coisas.

8. Derramai, altos céus; que as nuvens chovam justiça; abra-se a terra e produza salvação, e, ao mesmo tempo, faça nascer a justiça. Eu, o SENHOR, as criei.

9. Ai daquele que discute com o seu Criador! O caco entre outros cacos de barro! Por acaso o barro dirá ao que o formou: Que fazes? Ou dirá a tua obra: Não tens mãos?

10. Ai daquele que diz ao pai: O que geras? E à mulher: O que dás à luz?

11. Assim diz o SENHOR, o Santo de Israel, aquele que o formou: Vós me perguntais sobre as coisas futuras? Quereis saber sobre meus filhos e sobre a obra das minhas mãos?

12. Eu é que fiz a terra e nela criei o homem. As minhas mãos estenderam os céus, e a todo o seu exército dei ordens.

13. Eu o despertei em justiça e endireitarei todos os seus caminhos; ele edificará a minha cidade e libertará os meus cativos; nada cobrará, nada receberá, diz o SENHOR dos Exércitos.

14. Assim diz o SENHOR: A riqueza do Egito e as mercadorias da Etiópia, e aqueles sabeus, homens altos, passarão para o teu lado e serão teus; irão atrás de ti. Virão acorrentados e se prostrarão diante de ti, e farão as suas súplicas: Deus está somente contigo, e não há nenhum outro Deus.

15. Verdadeiramente, tu és um Deus que te escondes, ó Deus de Israel, o Salvador.

16. Todos os que fabricam ídolos haverão de se envergonhar e de se decepcionar; juntos, cairão desapontados.

17. Mas Israel será salvo pelo SENHOR com uma salvação eterna; não sereis jamais envergonhados nem decepcionados, por toda a eternidade.

18. Porque assim diz o SENHOR, que criou os céus, o Deus que formou a terra, que a fez e a estabeleceu; ele não a criou para ser vazia, mas para ser habitada: Eu sou o SENHOR e não há outro.

19. Não falei em segredo desde algum recanto obscuro da terra. Não disse à descendência de Jacó: Buscai-me em vão. Eu, o SENHOR, proclamo a justiça e anuncio o que é correto.

20. Reuni-vos e vinde; chegai-vos, fugitivos das nações. Os que conduzem em procissão as suas imagens de escultura, feitas de madeira, e rogam a um deus que não pode salvar, não sabem nada.

21. Anunciai e apresentai as razões: Tomai conselho todos juntos. Quem mostrou isso desde a antiguidade? Quem o anunciou há muito tempo? Por acaso não fui eu, o SENHOR? Não há outro Deus senão eu; Deus justo e Salvador, não há outro além de mim.

22. Olhai para mim e sereis salvos, vós, todos os confins da terra; porque eu sou Deus, e não há outro.

23. Jurei por mim mesmo; a palavra de justiça já saiu da minha boca e não voltará atrás. Todo joelho se dobrará e toda língua haverá de jurar diante de mim.

24. De mim se dirá: A justiça e a força estão somente no SENHOR. Todos os que se rebelarem contra ele virão a ele envergonhados.

25. Mas toda a descendência de Israel será justificada e exultará no SENHOR.