Isaías 9

1. Entretanto, não haverá escuridão para a que estava aflita. Em tempos passados, ele humilhou a terra de Zebulom e a terra de Naftali, mas no futuro fará glorioso o caminho do mar, além do Jordão, a Galileia dos gentios.

2. O povo que andava em trevas viu uma grande luz; e resplandeceu a luz sobre os que habitavam na terra da sombra da morte.

3. Tu multiplicaste este povo e lhe aumentaste a alegria; todos se alegrarão diante de ti, como se alegram na colheita e como exultam quando se repartem os despojos.

4. Pois quebraste o jugo da sua carga e a canga do seu ombro, que é a vara de castigo do seu opressor, como foi no dia de Midiã.

5. Porque todo calçado pesado de guerreiro e toda capa encharcada de sangue serão queimados, destruídos pelo fogo.

6. Porque um menino nos nasceu, um filho nos foi concedido. O governo está sobre os seus ombros, e o seu nome será: Maravilhoso Conselheiro, Deus Forte, Pai Eterno, Príncipe da Paz.

7. O seu domínio aumentará, e haverá paz sem fim sobre o trono de Davi e sobre o seu reino, para estabelecê-lo e firmá-lo em retidão e em justiça, desde agora e para sempre. O zelo do SENHOR dos Exércitos fará isso.

8. O Senhor enviou uma mensagem a Jacó, e ela caiu em Israel.

9. Todo o povo saberá disso, Efraim e os habitantes de Samaria, que dizem com arrogância e orgulho de coração:

10. Os tijolos caíram, mas reedificaremos com pedras lavradas; cortaram-se os sicômoros, mas nós os substituiremos por cedros.

11. Mas o SENHOR levanta contra eles os adversários de Rezim e instiga os seus inimigos,

12. os sírios do oriente e os filisteus do ocidente; eles devoram Israel de boca escancarada. Mesmo assim, a sua ira não se desviou, e a sua mão continua estendida.

13. Mas o povo não se voltou para quem o feriu, nem buscou o SENHOR dos Exércitos.

14. Por isso, o SENHOR, num só dia, cortou a cabeça e a cauda de Israel, o ramo e o junco.

15. Os anciãos e os nobres são a cabeça; e o profeta que ensina mentiras é a cauda.

16. Porque os guias deste povo o fazem errar, e os que são dirigidos por eles são devorados.

17. Pelo que o Senhor não se alegra com seus jovens e não se compadece dos seus órfãos e das suas viúvas; porque todos eles são ímpios e maus, e toda boca profere tolices. Mesmo assim, a sua ira não se desviou, e a sua mão continua estendida.

18. Pois a impiedade queima como fogo que devora espinhos e cardos, e incendeia a mata fechada, fazendo subir espessas nuvens de fumaça.

19. A terra se queima e o povo é devorado pelo fogo, por causa da ira do SENHOR dos Exércitos; ninguém poupa seu irmão.

20. Mesmo quando colher pela direita, terá fome, e quando comer pela esquerda, não se fartará; cada um comerá a carne de seu braço.

21. Manassés será contra Efraim, e Efraim contra Manassés; ambos estarão contra Judá. Mesmo assim, a sua ira não se desviou, e a sua mão continua estendida.