Jeremias 29

1. Estas são as palavras da carta que o profeta Jeremias enviou de Jerusalém ao restante dos anciãos dentre os exilados, como também aos sacerdotes, aos profetas e a todo o povo que Nabucodonosor havia deportado de Jerusalém para a Babilônia.

2. Isso se deu depois que o rei Joaquim, a rainha-mãe, os funcionários do palácio, os chefes de Judá e Jerusalém, os carpinteiros e os artífices haviam saído de Jerusalém para o exílio.

3. A carta foi enviada por intermédio de Elasa, filho de Safã, e de Gemarias, filho de Hilquias, os quais Zedequias, rei de Judá, enviara a Nabucodonosor, rei da Babilônia. A carta dizia:

4. Assim diz o SENHOR dos Exércitos, o Deus de Israel, a todos os que estão no exílio, aos quais deportei de Jerusalém para a Babilônia:

5. Edificai casas e habitai nelas; plantai pomares e comei do seu fruto.

6. Casai-vos com mulheres e gerai filhos e filhas; também tomai esposas para vossos filhos e dai vossas filhas em casamento para que tenham filhos e filhas. Multiplicai-vos ali e não venhais a diminuir.

7. Empenhai-vos pela prosperidade da cidade, para onde vos exilei, e orai ao SENHOR em favor dela; porque a prosperidade dela será a vossa prosperidade.

8. Pois assim diz o SENHOR dos Exércitos, o Deus de Israel: Não vos deixeis enganar pelos profetas e adivinhos que vivem entre vós, nem deis ouvidos aos sonhos que eles sonham por vós.

9. Eles vos profetizam mentiras em meu nome; eu não os enviei, diz o SENHOR.

10. Porque assim diz o SENHOR: Quando se completarem os setenta anos designados para a Babilônia, virei a vós e cumprirei a minha boa palavra a vosso respeito e vos trarei de volta a este lugar.

11. Pois eu bem sei que planos tenho a vosso respeito, diz o SENHOR; planos de prosperidade e não de mal, para vos dar um futuro e uma esperança.

12. Então me invocareis e vireis orar a mim, e eu vos ouvirei.

13. Vós me buscareis e me encontrareis, quando me buscardes de todo o coração.

14. Eu me deixarei ser encontrado por vós, diz o SENHOR, e mudarei o vosso destino. Eu vos reunirei dentre todas as nações e de todos os lugares para onde vos dispersei, diz o SENHOR; e vos trarei de volta para o lugar de onde vos exilei.

15. Vós dizeis: O SENHOR nos levantou profetas na Babilônia.

16. Mas assim diz o SENHOR a respeito do rei que se assenta no trono de Davi, e de todo o povo que habita nesta cidade, vossos irmãos, que não foram convosco para o exílio;

17. assim diz SENHOR dos Exércitos: Enviarei contra eles a espada, a fome e a peste; e farei deles como a figos estragados, que não podem ser comidos, de tão estragados que estão.

18. Eu os perseguirei com a espada, a fome e a peste. Farei deles objeto de horror para todos os reinos da terra, maldição, zombaria e ofensa entre todas as nações para onde os dispersei.

19. Pois não deram ouvidos às minhas palavras, diz o SENHOR, as quais lhes enviei com insistência pelos meus servos, os profetas. Mas vós não destes atenção, diz o SENHOR.

20. Ouvi a palavra do SENHOR, vós todos os exilados que enviei de Jerusalém para a Babilônia.

21. Assim diz o SENHOR dos Exércitos, o Deus de Israel, acerca de Acabe, filho de Colaías, e de Zedequias, filho de Maaseias, que vos profetizam mentiras em meu nome: Eu os entregarei na mão de Nabucodonosor, rei da Babilônia, e ele os matará perante vós.

22. E por causa deles será pronunciada uma maldição sobre todos os exilados de Judá que estão na Babilônia, dizendo: O SENHOR te faça como a Zedequias, e como a Acabe, os quais o rei da Babilônia queimou no fogo.

23. Porque fizeram uma loucura em Israel, cometendo adultério com a mulher do próximo, e anunciaram mentiras em meu nome, palavras que não lhes mandei anunciar. Eu sei e sou testemunha disso, diz o SENHOR.

24. Então falarás a Semaías, o neelamita:

25. Assim diz o SENHOR dos Exércitos, o Deus de Israel: Enviaste cartas em teu próprio nome a todo o povo que está em Jerusalém, como também a Sofonias, filho de Maaseias, o sacerdote, e a todos os sacerdotes. Disseste

26. que o SENHOR te nomeou sacerdote no lugar de Jeoiada, para que fosses encarregado da casa do SENHOR, para que lançasses na prisão e prendesses com uma corrente no pescoço qualquer louco que quisesse profetizar.

27. Então, por que não repreendeste Jeremias, de Anatote, que vos profetiza?

28. Pois ele até nos mandou dizer na Babilônia: O exílio durará muito tempo; edificai casas e habitai nelas; plantai pomares e comei do seu fruto.

29. O sacerdote Sofonias leu essa carta para o profeta Jeremias.

30. Então veio a palavra do SENHOR a Jeremias:

31. Envia esta mensagem a todos os exilados: Assim diz o SENHOR acerca de Semaías, o neelamita: Semaías vos profetizou sem que eu o tivesse enviado e vos fez confiar em mentiras.

32. Portanto, assim diz o SENHOR: Castigarei Semaías, o neelamita, e sua descendência; ele não terá ninguém que habite entre este povo, nem verá o bem que farei ao meu povo, diz o SENHOR, porque pregou rebeldia contra o SENHOR.