Ezequiel 16

1. A palavra do SENHOR veio a mim outra vez:

2. Filho do homem, denuncia a Jerusalém os seus atos abomináveis;

3. e dize: Assim diz o SENHOR Deus a Jerusalém: A tua origem e o teu nascimento foram na terra dos cananeus. Teu pai era amorreu, e a tua mãe, heteia.

4. E, quanto ao teu nascimento, o teu cordão umbilical não foi cortado no dia em que nasceste, nem te lavaram com água para te limpar; nem te esfregaram sal, nem te envolveram em faixas;

5. ninguém teve piedade de ti, nem compaixão para te fazer alguma dessas coisas; mas foste lançada fora, no campo, pelo nojo que tiveram de ti no dia em que nasceste.

6. Quando passei por ti, te vi banhada em sangue e te disse: Embora estejas no teu sangue, vive; sim, eu te disse: Embora estejas no teu sangue, vive.

7. Eu te fiz crescer como o broto do campo. E cresceste, prosperaste e ficaste muito bela. Formaram-se os teus seios e o teu cabelo cresceu; porém estavas nua e descoberta.

8. Passando por ti, vi que já estavas na idade de amar; então estendi minha capa sobre ti e cobri tua nudez. Fiz um juramento e firmei uma aliança contigo, diz o SENHOR Deus, e tu passaste a me pertencer.

9. Então te lavei com água, limpei o teu sangue e te ungi com óleo.

10. Também te vesti de bordados, de sandálias de couro nobre, de linho fino, e te cobri de seda.

11. Também te adornei com joias e coloquei braceletes nos teus braços e um colar no pescoço.

12. E te coloquei um pendente no nariz, brincos nas orelhas e uma linda coroa na cabeça.

13. Assim foste adornada de ouro e prata, e o teu vestido era de linho fino, de seda e de bordados; e te nutriste de boa farinha, de mel e azeite; ficaste muito bela e subiste à realeza.

14. A tua fama percorreu as nações, por causa da tua beleza, pois era perfeita, graças ao esplendor que eu te dei, diz o SENHOR Deus.

15. Mas confiaste na tua beleza e te corrompeste por causa da tua fama; tu te ofereceste a todo o que passava, para seres dele.

16. Escolheste alguns vestidos e fizeste altares adornados e te prostituíste sobre eles, como nunca havia acontecido, nem acontecerá.

17. Também tomaste as tuas belas joias feitas do meu ouro e da minha prata, com que eu te havia presenteado, e fizeste imagens de homens para ti e te prostituíste com elas;

18. e tomaste os teus vestidos bordados e as cobriste; puseste diante delas o meu azeite e o meu incenso.

19. E o pão que te dei, a boa farinha, e o azeite e o mel, com que eu te sustentava, também puseste diante delas como incenso suave, diz o SENHOR Deus.

20. Além disso, tomaste teus filhos e tuas filhas, que havias gerado para mim, e os sacrificaste, para serem queimados pelas chamas. Acaso a tua prostituição foi tão pouca coisa,

21. que ainda tinhas que matar meus filhos e entregá-los como oferta queimada?

22. E, em todas as tuas abominações e prostituições, não te lembraste dos dias da tua juventude, quando estavas nua e descoberta e deitada em sangue.

23. Ai, ai de ti!, diz o SENHOR Deus. Depois de toda a tua maldade,

24. ainda edificaste um prostíbulo e fizeste altares em todas as praças.

25. Edificaste o teu altar em cada canto do caminho e fizeste abominável a tua beleza; e te oferecias a todo que passava, e multiplicaste as tuas prostituições.

26. Também te prostituíste com os egípcios, teus vizinhos, muito carnais; e multiplicaste a tua prostituição para me provocar à ira.

27. Pelo que estendi a mão contra ti e diminuí a tua porção; eu te entreguei à vontade dos que te odeiam, das filhas dos filisteus; elas se envergonhavam do teu caminho depravado.

28. Também te prostituíste com os assírios, pois eras insaciável; mas mesmo prostituindo-te com eles, nem assim ficaste satisfeita.

29. Multiplicaste demais as tuas prostituições na terra do comércio, isto é, até na Babilônia, e nem com isso ficaste satisfeita.

30. Diz o SENHOR Deus: Como é fraca a tua vontade, fazendo todas essas coisas, agindo como uma prostituta desenfreada,

31. edificando o teu prostíbulo na esquina de cada caminho e fazendo o teu altar em cada rua! Não foste nem sequer como a prostituta, pois desprezaste o pagamento;

32. és como a mulher adúltera que, em lugar de seu marido, recebe os estranhos.

33. A todas as prostitutas se dá o pagamento, mas tu dás presentes a todos os teus amantes; tu os subornas para que venham a ti de todas as partes pelas tuas prostituições.

34. Nas tuas prostituições, és diferente de outras mulheres, pois ninguém te procura para prostituição; pelo contrário, dás o pagamento e não recebes nada. Tu fazes o contrário.

35. Portanto, ó prostituta, ouve a palavra do SENHOR.

36. Assim diz o SENHOR Deus: Por teres desperdiçado a tua cobiça e descoberto a tua nudez nas tuas prostituições com os teus amantes; por causa também de todos os ídolos das tuas abominações, e do sangue de teus filhos que lhes deste;

37. por isso, ajuntarei todos os teus amantes, com os quais tiveste prazer, como também todos os que amaste, juntamente com todos os que odiaste, sim, eu os ajuntarei contra ti por todos os lados e descobrirei a tua nudez diante deles, para que a vejam toda.

38. Eu te julgarei como são julgadas as adúlteras e as que derramam sangue; e te entregarei ao sangue de furor e de ciúme.

39. Também te entregarei nas mãos dos teus inimigos, e eles derrubarão teu prostíbulo, demolirão teus altares, e te despirão dos teus vestidos, tomarão tuas belas joias e te deixarão nua e descoberta.

40. Então farão subir uma multidão contra ti, te apedrejarão e te traspassarão com a espada.

41. Incendiarão tuas casas e executarão juízos contra ti, à vista de muitas mulheres. Eu porei fim à tua prostituição, e não pagarás mais nada aos amantes.

42. Assim a minha ira contra ti diminuirá, e o meu ciúme se afastará de ti; também me aquietarei e não voltarei a ficar indignado.

43. Eu farei cair tuas obras sobre a tua cabeça, porque não te lembraste dos dias da tua juventude, mas me provocaste à ira com todas essas coisas, diz o SENHOR Deus. Por acaso não acrescentaste infidelidade a todas as tuas abominações?

44. E todo aquele que cita provérbios usará este provérbio contra ti: Tal mãe, tal filha.

45. Tu és filha de tua mãe, que tinha nojo de seu marido e de seus filhos; e tu és irmã de tuas irmãs, que tinham nojo de seus maridos e de seus filhos. Vossa mãe foi heteia, e vosso pai, amorreu.

46. E tua irmã mais velha, que habita à tua esquerda, é Samaria, juntamente com suas filhas; e tua irmã mais nova, que habita à tua direita, é Sodoma e suas filhas.

47. Entretanto, não andaste nos seus caminhos, nem fizeste conforme as suas abominações; mas, como se isso fosse muito pouco, ainda te corrompeste mais do que elas em todos os teus caminhos.

48. Tão certo como eu vivo, diz o SENHOR Deus, tua irmã Sodoma e suas filhas não fizeram como tu e tuas filhas fizestes.

49. E esta foi a maldade de tua irmã Sodoma: ela e suas filhas eram orgulhosas, tiveram fartura de provisão e prosperidade despreocupada; mas nunca ajudaram o pobre e o necessitado.

50. Elas também se tornaram arrogantes e praticaram abominação diante de mim; por essa razão, ao ver isso, eu as tirei do seu lugar.

51. Samaria não cometeu metade de teus pecados; e tu multiplicaste tuas abominações mais do que elas, e justificaste tuas irmãs com todas as abominações que praticaste.

52. Suporta também a tua vergonha, pois deste sentença favorável a tuas irmãs. Elas se tornaram mais justas do que tu, pois praticaste pecados mais abomináveis do que elas. Envergonha-te logo também e suporta a tua vergonha, pois justificaste tuas irmãs.

53. Trarei de volta do cativeiro Sodoma com suas filhas e Samaria com suas filhas, e teus cativos dentre elas;

54. para que sofras a tua vergonha e sejas envergonhada por causa de tudo o que fizeste, trazendo-lhes consolação.

55. No caso de tuas irmãs, Sodoma e suas filhas, e Samaria e suas filhas, ambas tornarão ao seu primeiro estado. Tu e tuas filhas também tornareis ao vosso primeiro estado.

56. Não usaste tua irmã Sodoma como provérbio na tua boca, no dia da tua arrogância,

57. antes que tua maldade fosse descoberta? Agora, de igual modo, te fizeste objeto de vergonha para as filhas da Síria, e para todos os que estão ao redor dela, e para as filhas dos filisteus, que te desprezam em redor.

58. Estás sofrendo por causa da tua perversidade e das tuas abominações, diz o SENHOR.

59. Pois assim diz o SENHOR Deus: Eu te tratarei de acordo com o que fizeste, pois desprezaste o juramento, quebrando a aliança.

60. Mas eu me lembrarei da minha aliança, que fiz contigo nos dias da tua juventude, e firmarei contigo uma aliança eterna.

61. Então te lembrarás dos teus caminhos e ficarás envergonhada, quando receberes tuas irmãs mais velhas e mais novas. Eu as darei a ti como filhas, mas não por causa da aliança contigo.

62. Firmarei a minha aliança contigo, e saberás que eu sou o SENHOR;

63. para que te lembres e te envergonhes, e nunca mais abras a boca, por causa da tua vergonha, quando eu te perdoar tudo quanto fizeste, diz o SENHOR Deus.