Ezequiel 32

1. No primeiro dia do décimo segundo mês do décimo segundo ano, a palavra do SENHOR veio a mim:

2. Filho do homem, faz um lamento pelo faraó, rei do Egito, e dize-lhe: Eras semelhante a um leão forte entre as nações; entretanto, és como uma fera nos mares; pulavas nos teus rios e os sujavas, turvando suas águas com os pés.

3. Assim diz o SENHOR Deus: Estenderei a minha rede sobre ti por meio de muitos povos, e eles te puxarão para fora na minha rede.

4. Então te deixarei em terra, em campo aberto, e farei todas as aves do céu pousarem sobre ti; fartarei de ti os animais de toda a terra.

5. Porei tuas carnes sobre os montes e encherei os vales com teus restos.

6. Também regarei com o teu sangue a terra onde nadas, até os montes; e as correntes se encherão de ti.

7. Quando eu te extinguir, cobrirei o céu e escurecerei suas estrelas; encobrirei o sol com uma nuvem, e a lua não dará a sua luz.

8. Escurecerei sobre ti todas as estrelas brilhantes do céu e trarei trevas sobre a tua terra, diz o SENHOR Deus.

9. Afligirei o coração de muitos povos quando causar a tua destruição entre as nações, até as terras que não conheceste.

10. Farei com que muitos povos fiquem perplexos a teu respeito, e os seus reis ficarão muito amedrontados, quando eu brandir a minha espada diante deles. No dia da tua queda, cada um deles tremerá de medo por sua vida.

11. Pois assim diz o SENHOR Deus: A espada do rei da Babilônia virá sobre ti.

12. Farei cair o teu povo pelas espadas dos valentes; todos eles são terríveis entre as nações; despojarão a arrogância do Egito, e toda a sua multidão será destruída.

13. Exterminarei também todos os seus animais das muitas águas; nem pés de homem nem cascos de animais as turvarão.

14. Então tornarei as suas águas claras e farei correr seus rios como o azeite, diz o SENHOR Deus.

15. Quando eu tornar desolada a terra do Egito, e ela for despojada da sua plenitude, e quando eu ferir todos os que habitarem nela, então saberão que eu sou o SENHOR.

16. Este é o lamento que se fará. As filhas das nações o farão pelo Egito e por todo o seu povo, diz o SENHOR Deus.

17. No décimo quinto dia do mês, do décimo segundo ano a palavra do SENHOR veio a mim:

18. Filho do homem, pranteia sobre a multidão do Egito e faze-a descer com as filhas das nações poderosas até as partes inferiores da terra, juntamente com os que descem à cova.

19. Acaso tu superas outros em beleza? Desce e deita-te com os incircuncisos.

20. Eles cairão no meio dos que foram mortos pela espada; o Egito está entregue à espada; arrastai-o com toda a sua multidão.

21. Os melhores valentes lhe falarão de dentro do Sheol com os seus aliados, dizendo: os incircuncisos desceram, jazem quietos, mortos pela espada.

22. Ali está a Assíria com todo o seu exército. Seus sepulcros estão ao seu redor; todos eles foram mortos, caíram pela espada.

23. Os seus sepulcros foram postos na cova mais profunda, e o seu exército está em redor do seu sepulcro; foram mortos, todos esses que tinham causado espanto na terra dos viventes caíram pela espada.

24. Ali está Elão com toda a sua população em redor do seu sepulcro; foram mortos, caíram pela espada e desceram incircuncisos às partes inferiores da terra, todos esses que causaram terror na terra dos viventes; e levaram a sua vergonha juntamente com os que descem à cova.

25. No meio dos mortos lhe puseram a cama entre todo o seu povo; seus sepulcros estão ao redor dele; todos esses incircuncisos foram mortos pela espada porque causaram terror na terra dos viventes; e levaram a sua vergonha com os que descem à cova. Jazem entre os mortos.

26. Ali estão Meseque, Tubal e todo o seu povo; seus sepulcros estão ao redor deles; todos esses incircuncisos foram mortos pela espada porque causaram terror na terra dos viventes.

27. Eles não jazem com os guerreiros que caíram entre os incircuncisos, os quais desceram ao Sheol com suas armas de guerra e puseram suas espadas debaixo da cabeça, tendo seus escudos sobre os ossos; porque eram o terror dos poderosos na terra dos viventes.

28. Mas tu serás abatido no meio dos incircuncisos e estarás com os que foram mortos à espada.

29. Ali está Edom, os seus reis e todos os seus príncipes, que no seu poder foram postos com os que foram mortos pela espada; estarão com os incircuncisos e com os que descem à cova.

30. Ali estão os príncipes do norte, todos eles, e todos os sidônios, que desceram com os mortos; são envergonhados pelo terror causado pelo seu poder; jazem incircuncisos com os que foram mortos pela espada e levam sua vergonha com os que descem à cova.

31. O faraó e todo o seu exército os verão, e se consolarão; o próprio faraó e todo o seu exército se consolarão pelos que foram mortos pela espada, diz o SENHOR Deus.

32. Pois eu também coloquei o terror dele na terra dos viventes; pelo que estará no meio dos incircuncisos, com os que foram mortos pela espada, o próprio faraó e todo o seu exército, diz o SENHOR Deus.