Ezequiel 4

1. Filho do homem, pega um tijolo, coloca-o diante de ti e desenha nele a cidade de Jerusalém;

2. põe contra ela um cerco, e edifica uma fortificação, e levanta uma trincheira, e coloca uma rampa; acampa em seu redor e cerca-a com aríetes.

3. Pega também uma panela de ferro e coloca-a como se fosse um muro de ferro entre ti e a cidade; e olha para a cidade, e ela será cercada, e tu a cercarás; isso servirá de sinal para a casa de Israel.

4. Deita-te sobre o teu lado esquerdo e põe sobre ele a maldade da casa de Israel; levarás a maldade dela durante o número dos dias em que te deitares sobre ele.

5. Pois fixei os anos da sua maldade, para que eles te sejam contados em dias, trezentos e noventa dias; assim levarás a maldade da casa de Israel.

6. E, quando tiveres cumprido esses dias, te deitarás sobre o teu lado direito e levarás a maldade da casa de Judá; eu te dei quarenta dias, um dia para cada ano.

7. Volta o rosto para o cerco de Jerusalém, com o teu braço descoberto, e profetiza contra ela.

8. E eu te amarrarei com cordas; assim não te virarás de um lado para o outro, até que tenhas cumprido os dias de teu cerco.

9. Pega trigo, cevada, fava, lentilha, painço e espelta; coloca-os numa só vasilha e faz pão com eles. Disso comerás durante o número de dias que te deitares sobre o teu lado; trezentos e noventa dias.

10. E comerás a tua comida pelo peso de vinte siclos por dia; de tempo em tempo a comerás.

11. Também beberás a água pela medida de um sexto de him; de tempo em tempo beberás.

12. Tu a comerás como bolos de cevada, e a assarás sobre excremento humano diante deles.

13. O SENHOR disse: Assim os israelitas comerão o seu pão impuro entre as nações para onde os lançarei.

14. Então eu disse: Ah, SENHOR Deus! Eu nunca me tornei impuro; desde a minha juventude até agora, jamais comi animal encontrado morto ou dilacerado por animais selvagens; nem carne impura entrou na minha boca.

15. Então ele me disse: Vê, eu te dou esterco de bois em lugar de excremento humano; e prepararás o teu pão sobre ele.

16. Disse-me mais: Filho do homem, tirarei o suprimento de alimento em Jerusalém; com ansiedade comerão o alimento por peso; e com desespero beberão a água por medida;

17. até que o alimento e a água lhes faltem, e fiquem impressionados uns com os outros, e enfraqueçam por causa da sua maldade.