Oséias 8

1. Põe a trombeta à tua boca. Ele vem como águia contra o templo do SENHOR; porque quebraram a minha aliança e se rebelaram contra a minha lei.

2. E clamam a mim: Meu Deus, nós, Israel, te conhecemos.

3. Israel desprezou o bem; o inimigo o perseguirá.

4. Estabeleceram reis, mas não por mim; constituíram príncipes, mas sem a minha aprovação; fizeram para si ídolos da sua prata e do seu ouro, para serem destruídos.

5. Ó Samaria, o teu bezerro é rejeitado; a minha ira se acendeu contra eles; até quando serão incapazes de ter pureza?

6. Pois isso procede de Israel; um artífice o fez, e não é Deus. O bezerro de Samaria será despedaçado.

7. Porque semeiam vento, colherão tempestade; não haverá seara, o talo não dará cereal; se der, os estrangeiros o devorarão.

8. Israel foi devorado; agora está entre as nações como um vaso em que ninguém tem prazer.

9. Porque subiram à Assíria como um jumento selvagem que vagueia sozinho; Efraim se vendeu aos amantes.

10. Entretanto, mesmo que se vendam entre as nações, eu os reunirei; já começaram a definhar por causa da opressão do rei cheio de poder.

11. Embora Efraim tenha multiplicado altares, eles lhe foram altares de pecado.

12. Escrevi para ele muitos ensinamentos da minha lei; mas ele os considerou coisa estranha.

13. Quanto aos sacrifícios das minhas ofertas, sacrificam carne e a comem; mas o SENHOR não os aceita; agora se lembrará de sua maldade e os castigará por seus pecados; eles voltarão para o Egito.

14. Pois Israel se esqueceu do seu Criador e edificou palácios; Judá multiplicou cidades fortificadas. Mas eu enviarei fogo sobre suas cidades, e ele consumirá as suas fortalezas.