Atos 14

1. Em Icônio, entraram na sinagoga dos judeus, como costumavam fazer, e falaram de tal modo que uma grande multidão creu, tanto de judeus como de gregos.

2. Mas os judeus descrentes acirraram os ânimos dos gentios e os irritaram contra os irmãos.

3. Entretanto, eles se demoraram ali por muito tempo, falando corajosamente acerca do Senhor, que confirmava a palavra da sua graça, concedendo que por suas mãos se realizassem sinais e feitos extraordinários.

4. E o povo da cidade se dividiu; uns ficaram do lado dos judeus e outros, dos apóstolos.

5. E, tanto gentios como judeus, juntamente com as suas autoridades, tramaram atacá-los e apedrejá-los.

6. Ao saberem disso, eles fugiram para Listra e Derbe, cidades da Licaônia, e região vizinha;

7. e ali pregavam o evangelho.

8. Em Listra, encontrava-se sentado um homem defeituoso dos pés, aleijado de nascença e que nunca havia andado.

9. E ouvia Paulo falar. Paulo, fixando nele os olhos e, vendo que tinha fé para ser curado,

10. disse em alta voz: Levanta-te e fica em pé! Ele, então, deu um salto e começou a andar.

11. Vendo o que Paulo fizera, as multidões começaram a gritar em língua licaônica: Os deuses desceram até nós em forma de homens.

12. A Barnabé chamavam Zeus, e a Paulo, Hermes, pois era ele quem dirigia a palavra.

13. O sacerdote de Zeus, cujo templo ficava de frente para a cidade, trouxe para as portas touros e coroas de flores e, juntamente com as multidões, queria oferecer-lhes sacrifícios.

14. Quando os apóstolos Barnabé e Paulo ouviram isso, rasgaram suas roupas e puseram-se no meio da multidão, gritando:

15. Homens, por que estais fazendo isso? Nós também somos homens, da mesma natureza que a vossa, e vos anunciamos o evangelho para que vos afasteis dessas práticas inúteis e vos volteis para o Deus vivo, que fez o céu, a terra, o mar e tudo que há neles.

16. Nos tempos passados ele permitiu que todas as nações andassem por seus próprios caminhos.

17. Contudo, não deixou de dar testemunho de si mesmo, fazendo o bem, dando-vos chuvas do céu e estações frutíferas, fartando-vos de mantimento e enchendo o vosso coração de alegria.

18. E, dizendo isso, foi-lhes difícil impedir que as multidões lhes oferecessem sacrifícios.

19. Chegaram, porém, judeus de Antioquia e de Icônio e, tendo convencido as multidões, apedrejaram Paulo e o arrastaram para fora da cidade, dando-o por morto.

20. Mas quando os discípulos o rodearam, ele se levantou e entrou na cidade. No dia seguinte, partiu com Barnabé para Derbe.

21. E, depois de anunciar o evangelho naquela cidade e de fazer muitos discípulos, voltaram para Listra, Icônio e Antioquia,

22. renovando o ânimo dos discípulos, exortando-os a perseverar na fé, dizendo que em meio a muitas tribulações nos é necessário entrar no reino de Deus.

23. E, nomeando-lhes presbíteros em cada igreja e orando com jejuns, consagraram-nos ao Senhor em quem haviam crido.

24. Atravessando a Pisídia, chegaram à Panfília.

25. E, tendo anunciado a palavra em Perge, desceram para Atália.

26. Dali navegaram para Antioquia, onde haviam sido confiados à graça de Deus para a obra que acabavam de completar.

27. Quando chegaram e reuniram a igreja, relataram tudo o que Deus havia feito por meio deles e como abrira a porta da fé aos gentios.

28. E ficaram ali com os discípulos durante algum tempo.