Atos 6

1. Naqueles dias, crescendo o número dos discípulos, houve reclamação dos judeus de cultura grega contra os demais judeus, pois as viúvas daqueles estavam sendo deixadas de lado na distribuição diária de mantimentos.

2. Em razão disso, os Doze convocaram a multidão dos discípulos e disseram: Não faz sentido que deixemos a palavra de Deus e sirvamos às mesas.

3. Portanto, irmãos, escolhei dentre vós sete homens de boa reputação, cheios do Espírito Santo e de sabedoria, aos quais encarreguemos deste serviço.

4. Mas nós nos devotaremos à oração e ao ministério da palavra.

5. A proposta agradou a todos, e elegeram Estêvão, homem cheio de fé e do Espírito Santo, Filipe, Prócoro, Nicanor, Timão, Pármenas e Nicolau, prosélito de Antioquia,

6. e os apresentaram perante os apóstolos, os quais, depois de orar, impuseram-lhes as mãos.

7. E a palavra de Deus era divulgada, de modo que o número dos discípulos em Jerusalém se multiplicava muito, e vários sacerdotes obedeciam à fé.

8. Estêvão, homem cheio de graça e de poder, realizava feitos extraordinários e grandes sinais entre o povo.

9. Levantaram-se, porém, alguns da chamada sinagoga dos libertos, dos cireneus, dos alexandrinos, da Cilícia e da Ásia, e começaram a discutir com Estêvão;

10. mas não podiam resistir à sabedoria e ao Espírito com que ele falava.

11. Então subornaram alguns homens para que dissessem: Nós o temos ouvido proferir palavras blasfemas contra Moisés e contra Deus.

12. E, incitando o povo, os líderes religiosos e os escribas, investiram contra ele, prenderam-no e o levaram ao Sinédrio.

13. Então apresentaram falsas testemunhas, que diziam: Este homem não para de proferir palavras contra este santo lugar e contra a lei.

14. Porque nós o temos ouvido dizer que esse Jesus, o Nazareno, destruirá este lugar e mudará os costumes que Moisés nos deu.

15. E todos os que estavam sentados no Sinédrio, fixando os olhos nele, viram que o seu rosto era como o de um anjo.