1 Coríntios 4

1. Assim, os homens devem nos considerar servos de Cristo encarregados dos mistérios de Deus.

2. Além disso, o que se requer de pessoas assim encarregadas é que sejam encontradas fiéis.

3. No entanto, pouco me importa se sou julgado por vós, ou por qualquer tribunal humano; de fato, nem eu julgo a mim mesmo.

4. Pois, embora eu esteja consciente de que não há nada contra mim, nem por isso me justifico, pois quem me julga é o Senhor.

5. Portanto, nada julgueis antes do tempo, até que venha o Senhor, o qual não só trará à luz as coisas ocultas das trevas, mas também manifestará os motivos dos corações. Então cada um receberá seu reconhecimento da parte de Deus.

6. Irmãos, apliquei essas coisas a mim e a Apolo, por causa de vós, para que aprendais por nosso intermédio a não ir além do que está escrito, de modo que nenhum de vós se encha de orgulho em favor de um contra o outro.

7. Pois, quem te faz diferente dos demais? E o que tens que não tenhas recebido? E, se o recebeste, por que te orgulhas, como se não o tivesses recebido?

8. Já estais satisfeitos! Já estais ricos! Sem nós, já chegastes a reinar! Quisera eu reinásseis de fato, para que também nós reinássemos convosco!

9. Porque me parece que Deus colocou a nós, os apóstolos, como últimos, como condenados à morte; pois nos tornamos um espetáculo para o mundo, tanto para anjos como para homens.

10. Somos um absurdo por causa de Cristo, mas vós, sábios em Cristo; somos fracos, mas vós, fortes; sois estimados, mas nós, desprezados.

11. Até o presente passamos fome e sede; vestimo-nos de trapos e somos esbofeteados, e não temos pousada certa.

12. Cansamo-nos, trabalhando com as próprias mãos. Quando somos ofendidos, bendizemos; quando perseguidos, suportamos;

13. quando difamados, respondemos amigavelmente. Até o momento, somos o lixo do mundo e a escória de todos.

14. Não escrevo essas coisas para vos envergonhar, mas para vos advertir, como a meus filhos amados.

15. Porque ainda que tenhais dez mil instrutores em Cristo, não teríeis, contudo, muitos pais. Pois pelo evangelho eu mesmo vos gerei em Cristo Jesus.

16. Portanto, rogo-vos que sejais meus imitadores.

17. Por isso mesmo vos enviei Timóteo, meu filho amado e fiel no Senhor. Ele vos fará lembrar do meu modo de vida em Cristo, como por toda parte eu ensino em cada igreja.

18. Mas alguns andam cheios de arrogância, como se eu não fosse mais visitar-vos.

19. Em breve, porém, irei visitar-vos, se o Senhor quiser, e então descobrirei não só o que falam os que andam cheios de arrogância, mas também o poder que possuem.

20. Porque o reino de Deus não consiste em palavras, mas em poder.

21. O que desejais? Devo ir visitar-vos com disciplina, ou com amor e gentileza?