Colossenses 4

1. Senhores, tratai vossos escravos com justiça e imparcialidade, sabendo que também tendes um Senhor no céu.

2. Perseverai na oração, nela permanecendo atentos com ações de graças,

3. ao mesmo tempo orando também por nós, para que Deus nos abra uma porta para a palavra, a fim de anunciarmos o mistério de Cristo, pelo qual também estou preso,

4. para que o revele como devo.

5. Comportai-vos com sabedoria para com os de fora, aproveitando bem cada oportunidade.

6. A vossa palavra seja sempre amável, temperada com sal, para saberdes como deveis responder a cada um.

7. Tíquico, irmão amado, fiel ministro e conservo no Senhor, vos informará sobre a minha situação.

8. Eu o estou enviando para isso mesmo, para que saibais como estamos e para que ele conforte o vosso coração.

9. Onésimo, que é um de vós, irmão fiel e amado, irá também. Eles vos informarão de tudo o que acontece aqui.

10. Cumprimentam-vos Aristarco, meu companheiro de prisão, e Marcos, primo de Barnabé (a respeito de quem recebestes instruções; se ele for até vós, recebei-o),

11. e Jesus, chamado Justo. Dentre a circuncisão, são só esses os meus cooperadores no reino de Deus, os quais me têm sido consolo.

12. Cumprimenta-vos Epafras, que é um de vós, servo de Cristo Jesus, que sempre luta por vós em suas orações, para que permaneçais amadurecidos e plenamente seguros em toda a vontade de Deus.

13. Sou testemunha de que ele tem grande cuidado por vós, como também pelos de Laodiceia e de Hierápolis.

14. Lucas, o médico amado, e Demas vos cumprimentam.

15. Cumprimentai os irmãos em Laodiceia, e também Ninfa e a igreja que se reúne em sua casa.

16. Depois de lida entre vós, fazei com que esta carta também seja lida na igreja dos laodicenses; e procurai ler também a carta de Laodiceia.

17. E dizei a Arquipo: Cuida do ministério que recebeste no Senhor, para que o cumpras.

18. Eu, Paulo, cumprimento-vos de próprio punho. Lembrai-vos das minhas prisões. A graça esteja convosco.