Hebreus 12

1. Portanto, também nós, rodeados de tão grande nuvem de testemunhas, depois de eliminar tudo que nos impede de prosseguir e o pecado que nos assedia, corramos com perseverança a corrida que nos está proposta,

2. fixando os olhos em Jesus, o Autor e Consumador da nossa fé, o qual, por causa da alegria que lhe estava proposta, suportou a cruz, não fazendo caso da vergonha que sofreu, e está assentado à direita do trono de Deus.

3. Assim, considerai aquele que suportou tal oposição dos pecadores contra si mesmo, para que não vos canseis e fiqueis desanimados.

4. No combate contra o pecado, ainda não haveis resistido a ponto de derramar sangue.

5. Já vos esquecestes do ânimo de que ele vos fala como a filhos: Filho meu, não desprezes a disciplina do Senhor, nem fiques desanimado quando por ele és repreendido.

6. Pois o Senhor disciplina a quem ama e pune a todo que recebe como filho.

7. É visando à disciplina que perseverais. Deus vos trata como filhos. Pois qual é o filho a quem o pai não disciplina?

8. Mas, se estais sem disciplina, da qual todos se têm tornado participantes, então, não sois filhos, mas filhos ilegítimos.

9. Além disso, tínhamos nossos pais humanos para nos disciplinar, e nós os respeitávamos. Logo, não nos sujeitaremos muito mais ao Pai dos espíritos, e assim viveremos?

10. Pois eles nos disciplinaram durante pouco tempo, como bem lhes parecia, mas Deus nos disciplina para o nosso bem, para sermos participantes da sua santidade.

11. Nenhuma disciplina parece no momento motivo de alegria, mas de tristeza. Depois, porém, produz um fruto pacífico de justiça nos que por ela têm sido exercitados.

12. Portanto, firmai as mãos cansadas e os joelhos vacilantes;

13. endireitai os caminhos para os vossos pés, para que o manco não se desvie, mas, pelo contrário, seja curado.

14. Procurai viver em paz com todos e em santificação, sem a qual ninguém verá o Senhor.

15. Cuidado para que ninguém se abstenha da graça de Deus. Que nenhuma raiz de amargura, brotando, vos perturbe e muitos sejam contaminados por meio dela.

16. Ninguém seja imoral ou profano, como Esaú, que por uma simples refeição vendeu o seu direito de primogenitura.

17. Porque sabeis que, mais tarde, querendo ele ainda herdar a bênção, foi rejeitado; e não achou lugar de arrependimento, ainda que o buscasse com lágrimas.

18. Ainda não chegastes ao monte palpável e em chamas, à escuridão, às trevas, à tempestade,

19. ao ruído da trombeta, ao som das palavras, que os que as ouviram suplicaram que não se lhes falasse mais;

20. porque não podiam suportar o que lhes era ordenado: Mesmo um animal, se tocar no monte, será apedrejado.

21. E a visão era tão terrível, que Moisés disse: Estou aterrorizado e trêmulo.

22. Mas tendes chegado ao monte Sião, à cidade do Deus vivo, à Jerusalém celestial, ao incontável número de anjos em reunião festiva;

23. à igreja dos primogênitos registrados nos céus, a Deus, o juiz de todos, aos espíritos dos justos aperfeiçoados;

24. a Jesus, o mediador de uma nova aliança, e ao sangue da aspersão, que fala melhor do que o sangue de Abel.

25. Cuidado para não rejeitardes aquele que fala. Porque, se não escaparam os que rejeitaram quem os advertia sobre a terra, muito mais nós, se nos desviarmos daquele que nos adverte dos céus.

26. A sua voz abalou então a terra, mas agora ele prometeu, dizendo: Ainda uma vez abalarei não só a terra, mas também o céu.

27. Ora, estas palavras Ainda uma vez apontam para a remoção de coisas que podem ser abaladas, ou seja, as coisas criadas, para que permaneçam as inabaláveis.

28. Por isso, recebendo um reino inabalável, sejamos gratos e, dessa forma, adoremos a Deus de forma que lhe seja agradável, com reverência e temor;

29. pois o nosso Deus é fogo que consome.