Juízes 7

1. Então Jerubaal, que é Gideão, e todo o povo que estava com ele levantaram-se de madrugada e acamparam junto à fonte de Harode. O acampamento dos midianitas estava ao norte, no vale, perto do monte Moré.

2. O SENHOR disse a Gideão: O povo que está contigo é grande demais para eu entregar os midianitas em suas mãos. Para que Israel não se glorie contra mim, dizendo: Foi a minha própria mão que me livrou,

3. vai e anuncia o seguinte ao povo: Quem for covarde e medroso volte e retire-se do monte Gileade. Então vinte e dois mil se retiraram, e dez mil ficaram.

4. O SENHOR disse também a Gideão: Ainda são muitos. Faze-os descer à beira da água, e ali separarei os que ficarão contigo. E, se eu disser: Este irá contigo; ele irá. Mas se eu disser: Este não irá contigo; ele não irá.

5. Gideão fez descer o povo à beira da água. Então o SENHOR lhe disse: Todo aquele que lamber as águas com a língua, como faz o cão, tu separarás de um lado; e todo aquele que se ajoelhar para beber, colocarás do outro.

6. Os que lamberam a água, levando a mão à boca, foram trezentos homens; mas todo o resto do povo se ajoelhou para beber.

7. Então o SENHOR disse a Gideão: Eu vos livrarei e entregarei os midianitas nas tuas mãos com estes trezentos homens que lamberam a água; mas, quanto ao resto do povo, volte cada um ao seu lugar.

8. Gideão enviou todos os outros homens de Israel para as suas tendas, mas reteve os trezentos, que ficaram com as provisões e as trombetas do povo. O acampamento dos midianitas estava abaixo deles, no vale.

9. Naquela mesma noite, o SENHOR disse a Gideão: Levanta-te e desce ao acampamento, pois eu o entregarei nas tuas mãos.

10. Mas, se tens medo de descer, leva contigo teu servo Purá ao acampamento e

11. ouve o que dizem. Assim as tuas mãos serão fortalecidas para atacar o acampamento. Então ele e o seu servo Purá desceram até o posto avançado das sentinelas do acampamento.

12. Os midianitas, os amalequitas e todos os outros povos do leste cobriam o vale, como uma multidão de gafanhotos; e os seus camelos eram inumeráveis, como a areia na praia do mar.

13. No momento em que Gideão chegou, um homem estava contando um sonho ao seu companheiro: Eu tive um sonho em que um pão de cevada vinha rolando sobre o acampamento dos midianitas e, quando chegou a uma tenda, bateu nela e a derrubou. A tenda virou de cima para baixo e ficou estendida por terra.

14. Quando o seu companheiro ouviu isso, respondeu: Isso não é outra coisa senão a espada de Gideão, filho de Joás, o israelita. Deus entregou nas mãos dele os midianitas e todo este acampamento.

15. Quando Gideão ouviu o sonho contado e a sua interpretação, adorou a Deus. Em seguida, voltou ao acampamento de Israel e disse: Levantai-vos, porque o SENHOR entregou o acampamento dos midianitas nas vossas mãos.

16. Então dividiu os trezentos homens em três companhias, pôs trombetas e jarros com tochas acesas nas mãos de cada um deles

17. e lhes disse: Olhai para mim e fazei como eu fizer. Assim que eu chegar à extremidade do acampamento, fazei o que eu fizer.

18. Quando eu e todos os que estiverem comigo tocarmos a trombeta, tocai também as trombetas ao redor de todo o acampamento e gritai: Pelo SENHOR e por Gideão!

19. Gideão e os cem homens que estavam com ele chegaram à extremidade do acampamento no princípio da vigília da meia-noite, logo depois da troca das sentinelas. Então tocaram as trombetas e despedaçaram os jarros que tinham nas mãos.

20. Assim as três companhias tocaram as trombetas e despedaçaram os jarros, segurando com a mão esquerda a tocha e com a direita a trombeta. E gritaram: À espada! Pelo SENHOR e por Gideão!

21. E cada um permaneceu no seu posto ao redor do acampamento. Então todos os midianitas, gritando, começaram a fugir.

22. Quando as trezentas trombetas foram tocadas, o SENHOR fez com que todos no acampamento voltassem a espada uns contra os outros. Mas muitos fugiram até Bete-Sita, em direção de Zererá, até os limites de Abel-Meolá, perto de Tabate.

23. Então os homens de Israel, das tribos de Naftali, de Aser e de todo o Manassés foram convocados e perseguiram os midianitas.

24. Gideão também enviou mensageiros por toda a região montanhosa de Efraim, dizendo: Descei para atacar os midianitas e ocupai as águas deles até Bete-Bara e também o Jordão. Todos os homens de Efraim foram convocados e ocuparam as águas até Bete-Bara e também o Jordão.

25. E prenderam dois líderes dos midianitas: Orebe e Zeebe. Mataram Orebe na rocha de Orebe, e Zeebe no tanque de espremer uvas de Zeebe. Em seguida, perseguiram os midianitas, e depois levaram a cabeça de Orebe e a de Zeebe a Gideão, que estava do outro lado do Jordão.