1 Samuel 16

1. O SENHOR disse a Samuel: Até quando terás dó de Saul, tendo eu o rejeitado para que não reine sobre Israel? Enche o teu vaso de azeite e vem; eu te enviarei a Jessé, o belemita, porque escolhi um de seus filhos para ser rei.

2. Mas Samuel disse: Como poderei ir? Saul descobrirá e me matará. Então o SENHOR disse: Leva contigo uma bezerra e diz: Vim oferecer sacrifício ao SENHOR.

3. Tu convidarás Jessé para o sacrifício, e eu te direi o que deverás fazer; ungirás para mim aquele que eu te indicar.

4. Samuel fez o que o SENHOR tinha dito. Ele chegou a Belém, e os líderes da cidade foram tremendo ao seu encontro e perguntaram: Tu vens em paz?

5. Ele respondeu: Venho em paz! Vim oferecer sacrifício ao SENHOR. Santificai-vos e vinde comigo ao sacrifício. Ele consagrou Jessé e seus filhos e os convidou para o sacrifício.

6. Quando entraram, Samuel viu Eliabe e pensou: Certamente este é o ungido do SENHOR.

7. Mas o SENHOR disse a Samuel: Não dê atenção à aparência ou à altura dele, porque eu o rejeitei; porque o SENHOR não vê como o homem vê, pois o homem olha para a aparência, mas o SENHOR, para o coração.

8. Depois Jessé chamou Abinadabe e o apresentou a Samuel, que disse: O SENHOR não escolheu este.

9. Então Jessé apresentou Samá; mas Samuel disse: O SENHOR também não escolheu este.

10. Assim Jessé apresentou sete de seus filhos a Samuel; mas Samuel disse a Jessé: O SENHOR não escolheu nenhum destes.

11. E Samuel disse mais a Jessé: Estes são todos os teus filhos? Jessé respondeu: Ainda falta o mais novo, que está cuidando das ovelhas. Então Samuel disse a Jessé: Manda trazê-lo, porque não nos sentaremos para comer até que ele venha aqui.

12. Jessé mandou buscá-lo e o apresentou a Samuel. Ele era ruivo, de belos olhos e de boa aparência. Então o SENHOR disse: Levanta-te e unge-o, porque é este mesmo.

13. Então Samuel pegou o vaso de azeite e o ungiu diante de seus irmãos; e, daquele dia em diante, o Espírito do SENHOR se apoderou de Davi. Depois, Samuel se levantou e foi para Ramá.

14. O Espírito do SENHOR se retirou de Saul, e um espírito mau da parte do SENHOR o atormentava.

15. E os servos de Saul lhe disseram: Há um espírito mau da parte de Deus te atormentando;

16. Senhor nosso, dá ordens a teus servos que estão na tua presença, que tragam um homem que saiba tocar harpa; e, quando o espírito mau da parte do SENHOR vier sobre ti, ele tocará a harpa, e te sentirás melhor.

17. Então Saul disse aos seus servos: Procurai um homem que toque bem e trazei-o a mim.

18. Um dos jovens respondeu: Conheço um dos filhos de Jessé, o belemita, que sabe tocar bem; ele é forte, destemido, guerreiro, mestre nas palavras e de boa aparência; e o SENHOR está com ele.

19. Então Saul mandou dizer a Jessé: Envia-me teu filho Davi, o que cuida das ovelhas.

20. Jessé pegou um jumento carregado de pão, um cantil cheio de vinho e um cabrito, e os enviou a Saul por intermédio de seu filho Davi.

21. Assim Davi veio e se apresentou a Saul, que se agradou muito dele e o fez seu escudeiro.

22. Então Saul mandou dizer a Jessé: Deixa Davi continuar me servindo, pois eu me agradei dele.

23. Quando o espírito mau da parte de Deus vinha sobre Saul, Davi pegava a harpa e a dedilhava; então Saul sentia alívio e ficava melhor, e o espírito mau se retirava dele.