1 Samuel 27

1. Porém Davi disse no seu coração: Algum dia ainda morrerei pela mão de Saul; é melhor eu fugir para a terra dos filisteus, para que Saul perca essa esperança e pare de me perseguir por todo o território de Israel; assim escaparei da sua mão.

2. Então Davi se levantou e passou para Áquis, filho de Maoque, rei de Gate, com os seiscentos soldados que estavam com ele.

3. Davi ficou com Áquis em Gate, ele e os que o seguiam, cada um com sua família, e Davi com suas duas mulheres, Ainoã, a jezreelita, e Abigail, que havia sido mulher de Nabal, o carmelita.

4. Quando contaram que Davi havia fugido para Gate, Saul desistiu de persegui-lo.

5. Davi disse a Áquis: Se tenho o teu apoio, dá-me lugar numa das cidades do país, para que eu possa habitar ali; pois, por que o teu servo habitaria contigo na cidade real?

6. Então Áquis lhe deu naquele dia a cidade de Ziclague; por isso Ziclague pertence aos reis de Judá, até o dia de hoje.

7. Davi habitou na terra dos filisteus por um ano e quatro meses.

8. Davi e os homens que o seguiam atacavam os gesuritas, e os girzitas, e os amalequitas; pois, desde tempos remotos, esses eram os habitantes da terra que vai na direção de Sur até a terra do Egito.

9. Davi atacava aquela terra e não deixava vivo nem homem nem mulher; e, tomando ovelhas, bois, jumentos, camelos e roupas, voltava e vinha a Áquis.

10. Quando Áquis perguntava: A quem atacaste hoje? Davi respondia: O Neguebe de Judá; ou o Neguebe dos jerameelitas; ou o Neguebe dos queneus.

11. E Davi não deixava vivo nem homem nem mulher, e não os levava a Gate, pois dizia: Para que não nos denunciem, dizendo: Assim fez Davi. Esse era o seu costume durante o tempo em que habitou na terra dos filisteus.

12. Áquis confiava em Davi, dizendo: Certamente ele se tornou odiado por seu povo Israel; portanto, será meu servo para sempre.