1 Samuel 4

1. A palavra de Samuel se espalhava por todo o Israel. Israel saiu à batalha contra os filisteus e acampou perto de Ebenézer, enquanto os filisteus acamparam junto a Afeque.

2. Os filisteus se dispuseram em ordem de batalha contra Israel; e, travado o combate, Israel foi derrotado pelos filisteus, que mataram cerca de quatro mil homens no campo de batalha.

3. Quando o povo voltou ao acampamento, os anciãos de Israel disseram: Por que o SENHOR nos feriu hoje diante dos filisteus? Tragamos a arca da aliança do SENHOR que está em Siló, para que ela venha ao nosso meio e nos livre da mão de nossos inimigos.

4. Então o povo mandou trazer de Siló a arca da aliança do SENHOR dos Exércitos, que está entre os querubins; e os dois filhos de Eli, Hofni e Fineias, acompanhavam a arca da aliança de Deus.

5. Quando a arca da aliança do SENHOR chegou ao acampamento, todo o Israel começou a gritar bem alto, até que a terra tremeu.

6. Quando os filisteus ouviram o som dos gritos, disseram: Que quer dizer este grande barulho no acampamento dos hebreus? Quando souberam que a arca do SENHOR havia chegado ao acampamento,

7. os filisteus ficaram amedrontados e diziam: Os deuses vieram ao acampamento. Diziam mais: Ai de nós! Nunca aconteceu tal coisa antes.

8. Ai de nós! Quem nos livrará da mão desses poderosos deuses? Esses são os deuses que feriram aos egípcios com todo tipo de pragas no deserto.

9. Ó filisteus, sede fortes e corajosos para que não venhais a ser escravos dos hebreus, como eles foram de vós; sede homens e lutai.

10. Então os filisteus atacaram, e Israel foi derrotado, fugindo cada um para sua tenda. Houve grande matança, pois foram mortos trinta mil homens de infantaria de Israel.

11. A arca de Deus também foi levada, e os dois filhos de Eli, Hofni e Fineias, foram mortos.

12. Então um homem de Benjamim, correndo do campo de batalha, chegou no mesmo dia a Siló, com as roupas rasgadas e coberto de terra.

13. Quando ele chegou a Siló, Eli estava atento, assentado numa cadeira na beira do caminho, porque seu coração estava ansioso por causa da arca de Deus. E quando aquele homem chegou e contou isto na cidade, a cidade toda rompeu em lamentos.

14. Ouvindo os lamentos, Eli perguntou: Que é este alvoroço? Então o homem, apressando-se, chegou e contou a Eli.

15. Eli tinha noventa e oito anos, e os seus olhos estavam parados, de modo que já não enxergava.

16. Então aquele homem disse a Eli: Estou vindo do campo de batalha, de onde fugi hoje mesmo. Eli perguntou: Que foi que aconteceu, meu filho?

17. Então aquele que trazia as notícias respondeu: Israel fugiu dos filisteus, e houve grande matança entre o povo; além disso, teus dois filhos, Hofni e Fineias, também foram mortos, e a arca de Deus foi levada.

18. Quando ele mencionou a arca de Deus, Eli caiu da cadeira para trás, perto da porta, e quebrou o pescoço e morreu, porque era velho e pesado. Ele foi juiz em Israel durante quarenta anos.

19. Sua nora, a mulher de Fineias, estava grávida e prestes a dar à luz; quando ouviu a notícia de que a arca de Deus havia sido levada e de que seu sogro e seu marido estavam mortos, ela se encurvou e deu à luz, por causa das dores que teve.

20. Quando estava morrendo, as mulheres que estavam com ela disseram: Não temas, pois tiveste um filho. Porém ela não respondeu, nem deu atenção a isso.

21. Mas deu ao menino o nome de Icabode, dizendo: A glória se foi de Israel! Porque a arca de Deus havia sido levada e por causa de seu sogro e de seu marido.

22. E disse: A glória se foi de Israel, pois a arca de Deus foi levada.